RCB/TuneIn
Domingo, 13 Jun 2021
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POL�TICA
COLIGAÇÃO QUER CHEGAR A TODO O CONCELHO
Rádio Cova da Beira
Coligação “Juntos fazemos melhor” quer apresentar candidatos em todas as freguesias do concelho da Covilhã nas próximas eleições autárquicas. A meta traçada por Adolfo Mesquita Nunes, líder da candidatura da coligação à assembleia municipal da Covilhã, em entrevista ao programa Flagrante Direto da RCB.
Por Paula Brito em 14 de May de 2021

“Nós estamos empenhados em ganhar a câmara e para ganhar a câmara vamos onde tivermos de ir, e se o objetivo é ganhar a câmara reforçando todas as freguesias, muito bem, pois aí estaremos.”

 

À RCB, Adolfo Mesquita Nunes explicou a estratégia que a Coligação tem para o concelho respondendo à pergunta: - Que Covilhã quer amanhã a coligação “Juntos fazemos melhor”?

 


“Uma Covilhã que sabe ir ter com os investidores e lhes mostrar que é aqui que eles podem ter o seu projeto empresarial, que lhes consegue oferecer uma alternativa de êxito, que consiga convencer empresários e trabalhadores que aqui é que podem cumprir o seu projeto de vida e felicidade, no caso das pessoas, e o seu projeto empresarial. Uma equipa que consiga gerir recursos humanos tirando o melhor de cada um e trabalhando em rede com a universidade, com as instituições de solidariedade social do concelho, com o associativismo do concelho (...) É preciso deixarmos de ser um destino turístico meramente recetor, para sermos um destino ativo, não só da porta da serra, mas um destino urbano e que consigamos transformar a serra num destino turístico 365 dias por ano.”

    

Uma estratégia que não é apenas para a cidade, mas para o concelho como um todo. Adolfo Mesquita Nunes deixa o exemplo do turismo e de como esta estratégia pode chegar a todas as freguesias do concelho.

 

“A arte urbana tem de chegar às freguesias também, não só para lá estar, mas porque isso permite criar roteiros para lá ir. É preciso fazer o roteiro do comércio local e do artesanato para que as pessoas possam ir, é preciso ter uma agenda cultural, mas que funcione. Uma agenda cultural não é chegar ao site e por lá tudo, sem critério, e a pessoa que se amanhe para ver. Uma agenda cultural é algo que eu pego no telemóvel e vejo amanhã o que é que acontece? E onde? Posso comprar já o bilhete? Tenho já todas as informações necessárias? Onde é que posso comer lá perto? Isto faz com que as pessoas se desloquem, isto é olhar para o concelho como um todo, para as freguesias como um todo, não é, à última, andar, nestes próximos seis meses, a por betume a ver se pega a ideia de que as freguesias são importantes, quando elas são votadas ao abandono.”

 

O calendário da coligação liderada por Adolfo Mesquita Nunes, à assembleia municipal, e Pedro Farromba à câmara da Covilhã, será definido assim que as eleições autárquicas forem marcadas, mas a candidatura já está a trabalhar no terreno com o objetivo de construir o programa eleitoral que pretende apresentar aos covilhanenses. 


  Redes Sociais   Facebook

2007—2021 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados