RCB/TuneIn
Domingo, 13 Jun 2021
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POL�TICA
CMF ESCLARECE POLÉMICA
Rádio Cova da Beira
A câmara municipal do Fundão vem, em comunicado, esclarecer a polémica relacionada com os convites para as comemorações do 47º aniversário do 25 de Abril.
Por Nuno Miguel em 05 de May de 2021
A autarquia refere que na reunião do executivo que decorreu no dia 16 de Abril o presidente do município “apresentou detalhadamente todo o programa das comemorações promovidas pela Assembleia Municipal, e a homenagem a José de Sampaio Lopes, promovida pelos antigos autarcas do concelho do Fundão” que decorreu após o hastear das bandeiras tendo “convidado todos os membros do executivo a estarem presentes”. Após esta apresentação, Paulo Fernandes solicitou “que todos os membros do executivo pudessem confirmar a sua presença, ao que a vereadora Joana Bento respondeu que não poderia estar presente por razões pessoais”.
O convite da Assembleia Municipal do Fundão para a sessão solene das comemorações do 25 de Abril “foi enviado para todos os membros da Assembleia Municipal e da Câmara do Fundão, sem excepção” onde estavam definidos dois momentos; o hastear da bandeira no exterior do edifício da câmara e as intervenções dos grupos políticos com assento na Assembleia Municipal, do presidente da câmara do Fundão e do presidente da Assembleia Municipal do Fundão, previamente gravadas e que seriam publicadas em diversas plataformas”.
Fora das comemorações oficiais do 25 de Abril, os antigos autarcas do concelho do Fundão promoveram uma homenagem presencial, no salão nobre dos paços do concelho, ao ex presidente José de Sampaio Lopes “apoiada pela câmara do Fundão e cumprindo todas as indicações da direcção geral de saúde”.
O município afirma que as cerimónias oficiais do 25 de Abril e o evento de homenagem a Sampaio Lopes “decorreram com toda a normalidade e pluralidade democráticas, exactamente como foram apresentadas, não tendo havido qualquer pedido de esclarecimento prévio por qualquer membro do executivo à Câmara ou à Assembleia Municipal”.
Perante todos os factos conhecidos, a câmara do Fundão “junta-se à mesa da Assembleia Municipal e aos antigos autarcas do concelho e condena qualquer tentativa de aproveitamento político que tente colocar em causa o bom nome das instituições e dos seus representantes. Nos tempos que correm a maturidade institucional, o sentido de equilíbrio e de proporcionalidade e no limite o bom senso são fortes ferramentas para evitar populismos e a cultura de ódio que tenta minar a democracia”.
A câmara do Fundão refere ainda que o áudio da reunião do executivo do dia 16 de Abril “vai ser enviado à mesa da Assembleia Municipal para que seja partilhado com todos os membros da comissão permanente”.

  Redes Sociais   Facebook

2007—2021 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados