RCB/TuneIn
Sexta, 25 Jun 2021
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POL�TICA
FUNDÃO: PSD CRITICA MINISTRA DA AGRICULTURA
Rádio Cova da Beira
A concelhia do Partido Social Democrata do Fundão acusa a Ministra da Agricultura de não apoiar prejuízos dos agricultores depois das intempéries e de, uma vez mais, serem deixados à sua sorte.
Por Paulo Pinheiro em 20 de Apr de 2021

Apesar do convite para visitar os prejuízos causados no setor agrícola pela tempestade de grazino e chuva que se abateu há uma semana no concelho do Fundão, com o seu epicentro na localidade de Póvoa de Atalaia, afetando ainda as freguesias de Soalheira, Castelo Novo, Alpedrinha, Vale de Prazeres e Orca, a Ministra da Agricultura deslocou-se ao concelho de Castelo Branco para anunciar uma linha de apoio para aquisição de redes antigranizo.

 

“Nesta visita que se transformou numa verdadeira ação de propaganda política”, afirma o PSD, a ministra veio não só repetir o anúncio das redes antigranizo que já havia sido feito o ano passado, “diga-se sem qualquer consequência prática”, mas veio igualmente lembrar outra solução apresentada no seguimento das intempéries de 2020, “e pasme-se, como a grande solução de proteção antigranizo a instalação de painéis fotovoltaicos em cima das árvores e ao mesmo tempo gerar energia”.

 

Para a concelhia social-democrata fundanense, a esperança dos produtores “foi novamente defraudada, pois o Governo, perante os enormes prejuízos causados não assumiu qualquer tipo de apoio”. 

 

 

Depois de recordar que já o ano passado, após a criação de uma linha de crédito “completamente fora de tempo a que quase nenhum produtor já quis aceder”, os cerca de 22 mil euros que foram disponibilizados para um prejuízo global de 20 milhões de euros, 50% ainda foram suportados pelo Município do Fundão. 

 

“O ano passado, o Governo e a Deputada Socialista Joana Bento, propuseram que os agricultores fizessem seguros depois da tempestade e agora que invistam em estruturas antigranizo depois da tempestade. Como diz o povo, casa roubada, trancas à porta, e apoios concretos para fazer face aos prejuízos, nenhum”, aponta.

 



  Redes Sociais   Facebook

2007—2021 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados