RCB/TuneIn
Sábado, 08 Mai 2021
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
O TSUNAMI DO FIM DAS MORATÓRIAS
Rádio Cova da Beira
Com o fim de março, terminaram também as moratórias para os particulares e começou o que Carlos São Martinho Gomes apelidou de tsunami que vai conhecer, em setembro, uma nova força. O início do fim das moratórias foi um dos temas em destaque no último “Em foco” da RCB.
Por Paula Brito em 06 de Apr de 2021

“Temos a questão das moratórias a penderem-nos sobre a cabeça, há quem lhe chame tsunami, há quem lhe chame uma bomba atómica pronta a explodir, o que é certo é que terminaram, no dia 31 de março, as moratórias para os particulares, a primeira fase, no valor de 3,2 mil milhões, sendo que em setembro terminam também para os outros 209 mil particulares e para as 54 mil empresas que aderiram à segunda fase destas moratórias.”

 

Carlos São Martinho alerta para o problema social e económico que representa o fim das moratórias e a previsão de incumprimento.

 

“Há quem preveja que entre 16 a 20% destas moratórias não sejam liquidadas, entrem em incumprimento, sendo assim, este é um bolo significativo, cerca de 8 a 10 mil milhões de moratórias que entram em incumprimento, grande parte delas com o aval do estado, e não se sabe depois o que é que o Estado irá fazer.”

 

Uma incógnita continua a ser também o fim do lay-off.

 

“Importa saber o que é que vai acontecer quando os lay-off acabarem, quando este artificialismo de apoio ao emprego acabar, que saúde financeira terão as empresas para arcar sozinhas na alavancagem da sua atividade económica? O que é certo é que nós empurrámos o problema para a frente com a barriga, sabendo nós que este empurrão do problema, sem o confrontar diretamente, normalmente dá maus resultados.”

 

Os problemas que o país terá que enfrentar no desconfinamento da economia, na análise de Carlos São Martinho Gomes, empresário e presidente da Associação Comercial e Industrial do Concelho do Fundão.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2021 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados