RCB/TuneIn
Quarta, 12 Mai 2021
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POL�TICA
ESGIN: MOVIMENTO ESPERA QUE ESTATUTOS NÃO SEJAM APROVADOS
Rádio Cova da Beira
O movimento pela autonomia da escola superior de gestão de Idanha-a-Nova espera que o ministro da ciência, tecnologia e ensino superior não vai aprove os novos estatutos do instituto politécnico de Castelo Branco, acreditando que Manuel Heitor “vai ter em conta a votação inequívoca e maioritária em defesa da sede e autonomia da ESGIN”.
Por Nuno Miguel em 15 de Mar de 2021
Em comunicado, o movimento destaca o facto de a Assembleia da República ter aprovado, na passada quinta-feira, vários projectos de resolução que recomendam ao governo a manutenção da sede da escola em Idanha-a-Nova e a sua autonomia. Também foi votada a petição pública apresentada pelo movimento com o voto contra do Partido Socialista. “Para nossa surpresa e pasmo, apresentaram declaração de voto a favor da proposta votada por maioria os deputados do PS representantes do distrito de Castelo Branco, Hortense Martins, Nuno Fazenda e Joana Bento, assim como a deputada Alexandra Tavares de Moura”.
Os responsáveis acrescentam que no passado mês de Fevereiro “o conselho geral do IPCB aprovou os seus novos estatutos, concretizando-se desta forma a reestruturação da instituição, passando a ser criados nove departamentos transversais e quatro novas escolas”, questionado se a Esgin “pode ser extinta por uma decisão tomada em conselho geral do politécnico de Castelo Branco ao aprovar uns Estatutos que não contemplam a sede da nova escola superior de informática e gestão”.
O movimento mostra-se convicto de que o ministro da tutela, Manuel Heitor “não aprovará os novos estatutos do IPCB, porque vai ter em conta a votação inequívoca e maioritária em defesa da sede e autonomia da Esgin”, sublinhado que o concelho de Idanha-a-Nova “foi classificado como território de baixa densidade, para aplicação de medidas de discriminação positiva”.

  Redes Sociais   Facebook

2007—2021 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados