RCB/TuneIn
Quarta, 12 Mai 2021
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POL�TICA
“CAIU A MÁSCARA AO PS”
Rádio Cova da Beira
É desta forma que as comissões políticas distritais da JSD de Castelo Branco e da Guarda avaliam o voto contra dos eleitos socialistas pelos dois distritos à proposta apresentada pelo PSD, que foi aprovada na discussão do orçamento de estado para 2021, o que implica uma redução de 50 por cento do valor cobrado a partir de Julho de 2021.
Por Nuno Miguel em 28 de Nov de 2020
Neste comunicado conjunto, as estruturas distritais da JSD sustentam que “as portagens, desde a sua implementação pelo PS, no verão de 2010, têm vindo a sufocar a dinâmica, atracção de investimento e a circulação de particulares e empresas nos territórios de baixa densidade. Até agora só era conhecido o lado negro deste filme. Esta semana, com a aprovação da proposta do PSD, finalmente podemos dizer que se deu um primeiro passo para quebrar este ciclo”, acrescentando que “não é ainda a vitória final que ambicionamos, mas é o começo do fim das portagens nos nossos territórios. Se antes o estado socialista tinha as duas mãos nos bolsos dos contribuintes do Interior, hoje já nos libertamos de uma delas e, em próximos episódios, conseguiremos tirar a que resta”.
De acordo com a JSD “decorridos nove anos, é o PSD que cumpre e que restitui justiça ao Interior face às portagens que o PS introduziu por resolução do conselho de ministros do governo de José Sócrates. Palavra dada, palavra não honrada do PS não é surpresa. Fica, no entanto, o registo do espanto pela falta de seriedade, honestidade, sentido de compromisso dos deputados eleitos pelo PS nestes distritos”.
Os jovens social democratas interrogam “que legitimidade têm os deputados do PS eleitos por estes dois círculos eleitorais, que prometeram uma coisa e votaram o seu contrário? Hortense Martins, Santinho Pacheco, Nuno Fazenda, Cristina Sousa e Joana Bento não cumpriram com o contrato que assumiram com os eleitores. Preferem subjugar-se aos interesses de Lisboa em vez dos da sua região? Que influência têm eles afinal junto do seu partido? Que justificação deram aos seus eleitores, depois de dois dias de um silêncio ensurdecedor?”.

  Redes Sociais   Facebook

2007—2021 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados