RCB/TuneIn
Domingo, 16 Mai 2021
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POL�TICA
PCP REJEITA ESVAZIAMENTO DOS SERVIÇOS DE SAÚDE
Rádio Cova da Beira
A direcção da organização regional de Castelo Branco do PCP considera que não é aceitável que, à boleia da situação de pandemia, o governo decida avançar com a criação de um único centro hospitalar para toda a Beira Interior.
Por Nuno Miguel em 30 de Jul de 2020
Em comunicado, o PCP refere que “já existem muitos exemplos nefastos em outras regiões” como no Algarve, em Lisboa ou em Coimbra e considera que não podem ser aceites “decisões administrativas e políticas de concentração ou encerramento de serviços hospitalares, que mais não seria que o continuado caminho de destruição do serviço nacional de saúde e o afastamento dos recursos públicos dos cidadãos, favorecendo os grandes grupos privados”.  O PCP acrescenta que “têm sido propostos diversos instrumentos legislativos que resultam numa pretensa classificação e hierarquização em diferentes níveis dos hospitais do SNS” o que “abre espaço para o esvaziamento ou supressão de serviços de proximidade”, referendo que “é momento de unir esforços e não permitir qualquer pretensão política de nivelar por baixo os três hospitais da Beira Interior e, ao mesmo tempo, pugnar pela valorização do papel dos hospitais do Fundão e de Seia, mais ainda quando é fundamental o reforço da rede nacional pública dos cuidados paliativos”.
A direcção da organização regional de Castelo Branco considera ainda que a criação do centro académico clínico das Beiras não é suficiente para responder a problemas como “a fixação de jovens médicos no interior” e ao “garrote de acesso a diversas especialidades médicas”.

  Redes Sociais   Facebook

2007—2021 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados