RCB/TuneIn
Sábado, 19 Jun 2021
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
CULTURA
DANÇA DA TRANCA NOMEADA
Rádio Cova da Beira
A Dança da Tranca, interpretada pelo rancho folclórico de Silvares (Fundão), recebe o selo de “Nomeado” no concurso “7 Maravilhas da Cultura Portuguesa”, organizado pela RTP.
Por Paulo Pinheiro em 09 de Apr de 2020

Nesta etapa do concurso, e conforme o regulamento, é atribuído um selo de Nomeado, que confere à candidatura apresentada luz verde para passar à próxima fase, neste caso na categoria de danças.

Para a direcção do rancho de Silvares, que recebeu com alegria a notícia, a decisão agora conhecida “honra e responsabiliza” aquela associação de utilidade pública do concelho do Fundão “como um garante primordial da divulgação e preservação do nosso património etnográfico”. 

 De acordo com o rancho silvarense, a aceitação da candidatura, que é avaliada por um conselho científico, é o primeiro passo para a participação no concurso que ambiciona vencer, quer a nível distrital, quer a nível nacional na categoria de dança, “atendendo às especificidades da dança, ao facto de ser uma dança única na Beira-Baixa” e que, recorda, foi alvo de estudo por vários etnógrafos de referência nacional como Pedro Homem de Melo, num artigo datado de 1963. 

“Esta dança não abre o baile: fecha-o” é a par da representação da romaria de Santa Luzia, “a cereja em cima do bolo” da etnografia Silvarense.

“Será com esta dança, uma das mais bonitas e autênticas da Beira-Baixa, do Povo de Silvares, que queremos promover dando o destaque e reconhecimento nacional que merece”, frisa o rancho de Silvares.

A Dança da Tranca e "um género de fandango", que tem várias particularidades que a tornam ímpar no território, "nomeadamente a particularidade de ser dançada por um par e depois por duas raparigas que saltam sobre uma tranca sem lhe tocarem". A "dança é feita com acompanhamento de acordeão e ferrinhos e duas pedras do rio Zêzere tocadas com arte e mestria por um dos dançarinos", acrescenta.

A moda, que pela sua autenticidade é dançada em todas as actuações do rancho folclórico de Silvares.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2021 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados