RCB/TuneIn
Terça, 11 Mai 2021
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POL�TICA
VIVER COM MENOS
O executivo fundanense aprovou por maioria, com a absten??o do vereador do PS, as contas de ger?ncia do exerc?cio de 2009. Um ano chave na pol?tica do munic?pio, considerou o presidente da c?mara municipal do Fund?o (CMF), segundo o qual foram executados cerca de 35 milh?es de euros.
Por Paulo Pinheiro & Paula Charro em 22 de Apr de 2010

Um resultado positivo face à conjuntura económica que se viveu e aos constrangimentos financeiros que a autarquia enfrentou “tratou-se de um ano que para além de histórico foi essencial na estratégia definida. Os objectivos traçados foram integralmente cumpridos e a execução voltou a ser das mais altas de sempre”, refere Manuel Frexes que atribui a taxa executada ao “esforço na captação de fundos. Lá vai o tempo das oportunidades perdidas”, sublinha o edil.

Uma execução à qual está associada um endividamento, com recurso ao crédito, que é semelhante à do ano anterior, ou seja 70 milhões de euros. Dívida assumida pelo autarca fundanense que sublinhou a importância estratégica que teve na melhoria da qualidade de vida dos fundanenses quer em infra-estruturas básicas quer nos diversos equipamentos construídos. As despesas correntes aumentaram fruto do empréstimo contraído ao abrigo do programa de regularização extraordinária das dívidas ao Estado e na aquisição de bens e serviços.

Para o futuro, Manuel Frexes deixa o aviso “ vamos ter que ser mais selectivos no investimento, controlar os custos e dizer às pessoas que temos que viver com menos, não vale a pena iludir a questão”.

Apesar disto, o presidente da CMF garante que a maioria prosseguirá os objectivos definidos para o desenvolvimento do concelho. Na votação, o PS absteve-se. Por não ter acompanhado o exercício em análise, dado que não ocupava o cargo de vereador, António Leal Salvado não se sente legitimado para tomar outra decisão.

 Ainda assim, o vereador do partido socialista entende que a gestão do município podia e deveria ter sido outra “ a gestão corrente e estratégica poderia e eventualmente deveria ser outra o que levaria a que as contas do município fossem diferentes”.

Uma reunião onde foi dado parecer positivo à localização do aeroporto regional da Covilhã e aprovada por maioria, com a abstenção do vereador do PS, a parceria público-privada com vista à transformação da Lavaria do Rio num equipamento sociocultural.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2021 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados