RCB/TuneIn
Sexta, 14 Mai 2021
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
DESPORTO
BOIDOBRA INICIA √ČPOCA
Rádio Cova da Beira
Depois de um interregno que se prolongou por mais de uma década, o CCD Estrela do Zêzere da Boidobra já deu o pontapé de saída para a nova temporada desportiva em que vai voltar a participar no campeonato distrital de futebol sénior. Os treinos e jogos vão decorrer no relvado secundário do complexo desportivo da Covilhã e o clube está neste momento a realizar os primeiros treinos antes de escolher todos os elementos que vão integrar o plantel.
Por Nuno Miguel em 31 de Aug de 2018

Depois de ter estado ligado ao clube durante muitos anos como jogador, Jorge Pereira aceitou o repto lançado pela direcção para orientar a equipa e assume estar perante um grande desafio “foi com muito orgulho que eu aceitei este convite até porque comecei a jogar na equipa sénior do CCD quando tinha apenas 15 anos. Sei que trabalhar com uma equipa sénior vai ser um desafio enorme para mim. Vamos ter um plantel em que nenhum jogador vai receber nada porque infelizmente o clube não pode pagar nada a ninguém. Estou muito grato aos jogadores que, independentemente das condições que o clube apresenta, tem vontade de trabalhar e de quererem jogar. Temos aqui elementos com muito valor mas que precisam de ser trabalhados”.  

 

Neste regresso do clube ao futebol, Jorge Pereira assume que não estão definidos quaisquer objectivos em termos classificativos. A grande ambição passa por criar um grupo competitivo e que possa dar uma boa resposta domingo a domingo “o objectivo é todos os dias aprendermos uns com os outros e não vamos partir para o campeonato com nenhuma ambição na classificação. Vamos tentar agora construir um grupo de trabalho unido e depois consoante o tempo for passando ser cada vez mais competitivos e apresentar um bom futebol. Estamos ainda a ultimar a constituição do plantel mas acredito que vamos fazer uma época tranquila”. 

 

O técnico mostra-se favorável à realização de treinos e jogos no complexo desportivo da Covilhã até que sejam realizadas obras de requalificação no campo oito de Dezembro. Jorge Pereira mostra-se ainda convicto de que este regresso ao futebol não é uma aventura mas sim um projecto de futuro “a informação que me foi dada é que este é um projecto que vai ter continuidade. Não é entrar agora para deixar de participar logo no ano seguinte. Neste momento, e até se encontrar a melhor maneira de se criarem condições no campo oito de Dezembro o melhor que temos a fazer é trabalhar aqui para estarmos ao nível das outras equipas que se apresentam no distrital porque já nenhuma equipa trabalha ou joga num pelado”.

 

No primeiro dia de trabalhos, o presidente da direcção do clube admite que este regresso aos campeonatos distritais de futebol representa o concretizar de um sonho e que se consumou antes do que inicialmente estava planeado “concretizar este regresso era uma das apostas desta direcção. Confesso que não era para já. Quando tomámos posse prevíamos que esta aventura decorresse só no próximo ano mas foram criadas condições para antecipar esse objectivo e estamos a concretizar um sonho que é o clube voltar a ter o futebol em actividade”.

 

Para já decorre o período de selecção de atletas, mas António Freitas sublinha que dentro de duas semanas o plantel vai estar definido “não somos a única equipa em que isso acontece, há mais equipas no campeonato que tem essa dificuldade. Felizmente no nosso concelho ainda temos matéria humana e estou confiante que deste grupo que hoje se começou a construir vão sair bons jogadores para o nosso plantel”.

 


  Redes Sociais   Facebook

2007—2021 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados