RCB/TuneIn
Sexta, 25 Jun 2021
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
CULTURA
ALUNOS DA ACADEMIA PREMIADOS EM CASA
Rádio Cova da Beira
Marco Massano e João Figueira em guitarra e Matilde Saraiva e Matilde Carapito em piano, todos alunos da Academia de Música e Dança do Fundão destacaram-se e receberam prémios na edição 17 do Concurso Internacional Cidade do Fundão. Na competição organizada pela Academia de Música e Dança do Fundão com o apoio do Município do Fundão houve ainda prémios e reconhecimento na variante de violino para Mariana Nunes Gonçalves e Ana Leonor Campos Ramalhete.
Por Paula Brito em 11 de Jul de 2016
 

No Concurso Internacional Cidade do Fundão, Marco Massano conquistou o prémio de melhor candidato da Beira Interior na variante de guitarra e também o segundo prémio de nível IV na mesma variante. O mais importante para este aluno que completou o 9.º ano é a experiência e conhecimentos que se adquirem neste concurso “o prémio monetário é secundário, o valor que o concurso nos dá e onde leva o nosso nome é o mais importante, porque vai fazer de nós conhecidos no meio, também conhecemos outros concorrentes tão bons ou melhores que nós”.

Já João Figueira recebeu uma menção honrosa no nível V de guitarra. Um prémio que junta a outros conquistados num ano em que decidiu ficar para frequentar o ensino da música, apesar de já ter concluído o 12.º ano na área de ciências “é o reconhecimento final de um ano de trabalho, e em casa, no Fundão, é muito positivo”.

Pedro Rufino que coordena o ensino de guitarra na AMDF não esconde a satisfação pelo êxito alcançado e que “resulta de muito trabalho, empenho e dedicação” dos seus alunos”.

Quanto ao piano, o Concurso Internacional Cidade do Fundão confirmou o bom desempenho de Matilde Saraiva também aluna da Academia de Música e Dança do Fundão que recebeu o prémio de melhor interpretação de peça portuguesa e foi segunda classificada no nível I de piano. Matilde Carapito Conceição que também é aluna na AMDF foi terceira classificada no nível II de piano. Os prémios deixam a coordenadora do ensino de piano na Academia, Olga Silva bastante contente “a academia trouxe três alunos a concurso dois deles obtiveram prémios e estamos bastante contentes e continuamos com a nossa política de estimular e incentivar desde novos a abraçarem a aprendizagem da música”.

O Concurso Internacional traduziu-se ainda em prémios para a aluna da AMDF de violino Mariana Nunes Gonçalves que foi segunda classificada no nível I e para Ana Leonor Campos Ramalhete que recebeu uma menção honrosa no nível II de violino.

Inês Ramalho, aluna do Conservatório de Castelo Branco foi a melhor candidata da Beira Interior em violino na segunda vez que participou no concurso no Fundão “é muito divertido participar, puxa por nós e fico com muita vontade de participar no próximo ano”.

Fernando Meireles, que veio de Coimbra pelo segundo ano consecutivo, conquistou o primeiro lugar no nível III de violino. Este ano achou a prova “mais exigente”, já o pai inscreveu o filho pela segunda vez no concurso porque “é um concurso importante de reconhecimento destes jovens talentos, e também é uma motivação para eles trabalharem com um objectivo e encontrarem este ambiente de festa, é por tudo isso”.

A competição que decorreu entre 30 de Junho e 9 de Julho apresentou este ano o violoncelo como novidade e a disciplina reuniu 45 participantes e apresentou um “excelente conjunto de concorrentes” expressou o concertista Jed Marahal que integrou o júri.

Na cerimónia de entrega de prémios e concertos dos laureados o presidente da câmara do Fundão manifestou o desejo do concurso se realizar, dentro de dois anos, no requalificado cine teatro Gardunha, Paulo Fernandes diz que é um orgulho para o Fundão acolher este concurso. Uma ideia corroborada por Jorge Gaspar provedor da Santa Casa da Misericórdia do Fundão, entidade a que pertence a Academia de Música e Dança do Fundão, e que está a comemorar 500 anos de existência.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2021 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados