RCB/TuneIn
Sexta, 14 Mai 2021
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
HOTEL É PARA AVANÇAR
Rádio Cova da Beira
Com ou sem apoios comunitários, a transformação das ruínas do Convento de Santo António, junto ao parque de campismo do Fundão, em hotel de quatro estrelas, será uma realidade.
Por Paulo Pinheiro em 26 de Jun de 2015

É garantia do responsável do grupo empresarial privado “Origens Lendárias”, com sede em Lisboa, que assinou, no passado dia 9 de Junho, um protocolo com a câmara municipal do Fundão para cumprir esse objetivo.

Em entrevista à RCB, Eurico Augusto explica que o acordo estipula uma cedência do edifício por um período de 20 anos, em escritura, no prazo de cinco existe uma opção de compra para o grupo empresarial

“Não estamos a fazer o que se fez até hoje que era apresentar grandes projetos, não viáveis, em que se falava de investimento de 10 milhões de euros. Nós estamos a fazer um projeto viável para uma exploração a 15 / 20 anos”, explica.

Caso no período acordado no protocolo o hotel não esteja concretizado o imóvel passa novamente para as mãos do município. Uma situação que não vai acontecer, assegura o empresário. Eurico Augusto anuncia os prazos previstos e sublinha que mesmo que a candidatura que vai ser submetida a fundos comunitários não seja aprovada a obra avança

“Vamos fazer uma candidatura e esperamos que seja aprovada, em virtude das especificidades do imóvel, e assim será mais fácil para nós. Pensamos que finais de 2017 ou princípios de 2018 esteja o hotel a entrar em funcionamento. Se por alguma razão a candidatura não receber luz verde a obra não se deixa de fazer porque a empresa tem capitais que pode dispensar, podemos é dar mais tempo mas o hotel é para fazer”, assegura.

 

São cerca de 3 milhões de euros de investimento numa unidade hoteleira de quatro estrelas que pequena dimensão.

 

“Vai ter 18 quartos e duas suites, uma piscina interior, uma zona de sauna e mensagens e uma sala de estar que vai ocupar a zona da antiga igreja do convento. Terá uma sala de conferências com capacidade para 60 a 80 pessoas, uma piscina exterior e uns jardins muito bonitos que vamos criar”, explica Eurico Augusto.

 

Finais de 2017 ou início de 2018, o Fundão passa a dispor de uma nova unidade hoteleira que resulta da recuperação de um edifício do século XVI que está abandonado há décadas.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2021 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados