RCB/TuneIn
Terça, 15 Jun 2021
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
CEREJA DO FUNDÃO QUER CONQUISTAR EUROPA
Rádio Cova da Beira
Apesar do arranque da campanha da cereja ter sido complicado, com perdas acentuadas nas qualidades mais precoces, a Cerfundão espera este ano aumentar a produção de 600 toneladas, no ano passado, para 900 este ano. 2015 será também o ano da primeira grande incursão da cereja do Fundão no mercado internacional: Bélgica, França e Suíça, são alguns dos países com contrato já firmado.
Por Paula Brito em 26 de May de 2015
"Este ano gostávamos muito de alcançar o número mágico das mil toneladas, mas para se chegar a um número desses é preciso que tudo corra muito bem, como o arranque da corrida não foi o melhor, é possível que fiquemos aquém desse número, mas eu creio que sonhar com as 900 toneladas está dentro dos horizontes, a não ser que aconteça alguma intempérie”.

Um aumento que segundo José Pinto Castello Branco fica a dever-se à política implementada pela Cerfundão, desde o ano passado, de pagar antecipadamente parte da campanha aos sócios “não fazer o pagamento total da cereja, isso será feito no fim da campanha, mas é dar um euro por cada quilo da cereja entregue e comercializada, e isso permite no mínimo cobrir os custos da campanha, que o produtor não tenha que recorrer à banca, não tenha que deixar de cumprir as suas obrigações com os seus fornecedores”.

Este ano a Cerfundão conta fazer a sua primeira grande incursão no mercado internacional, com encomendas já firmadas para diversos países da Europa “temos já as primeiras encomendas feitas e firmadas, estamos só a aguardar o momento em que a cereja esteja em condições de poder viajar mais de dois mil quilómetros, é esse caminho que vamos começar a trilhar fora de portas”.

Outra das novidades deste ano é a possibilidade de aproveitar todos os derivados da cereja. Para isso a empresa conta com um novo equipamento que permite retirar, para aproveitamento na agro indústria, a cereja, o caroço e o caule “cada um deles tem a sua valia economia, cada um deles vai ter um destino, a cereja ainda vai passar por um túnel de frio para ser ultracongelada para poder ser armazenada como cereja descaroçada para abastecer a agro indústria durante todo o ano e também para servir de matéria-prima àquele que é já hoje um dos nossos grandes produtos aqui no Fundão que é a polpa de cereja”.

A campanha da cereja, na Cerfundão, começou no passado dia 11 e prolonga-se até ao próximo mês de Julho.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2021 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados