RCB/TuneIn
Terça, 18 Mai 2021
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
DESPORTO
ELEIÇÕES ADIADAS NO N. SPORTIGUISTA DO FUNDÃO
Rádio Cova da Beira
O Núcleo Sportinguita do Fundão poderá ter entrado numa fase de indecisão com o anúncio de que os actuais dirigentes não estão dispostos a continuar a gerir o Núcleo. Esta situação resulta no cansaço de alguns dirigentes, com muitos anos dedicados a causa e também em resultado de algumas exigências que um grupo de sócios vem fazendo a direcção, nem sempre da forma mais correta.
Por José Joaquim Ribeiro em 25 de Jan de 2015

Perante este impasse, os sócios reunidos em assembleia geral, na passada sexta-feira, escolheram o dia 20 de Fevereiro para nova reunião eleitoral.

 

Com vista a que este processo pudesse avançar para uma solução mais acelerada e com alguma garantia de sucesso, foi sugerido que se constituísse uma comissão, composta por três sócios, que teria como missão encontrar quem se dispusessem a servir o Núcleo e constituísse uma lista para ser eleita. Para fazer parte dessa comissão só dois sócios manifestaram essa disponibilidade o que indicia que não haverá muita gente com disponibilidade para servir o NSF.

 

Entretanto, na mesma AG foram aprovadas as contas de gerência de 2014 que registaram um deficit de cerca de 1.200,00€ e um acumulado, herdado de anos anteriores de cerca de 4.600,00€, ainda que uma parte desta verba tenha a ver com artigos fornecidos para venda no bar.

 

Outra questão que deixou os sportinguistas preocupados ter a ver com as mensalidades que o Núcleo paga ao Clube Académico do Fundão pela utilização do espaço da sede. No protocolo de cedência das instalações terá ficado acordado que o NSF teria que pagar 325,00€ mensais ao CAF. Perante a crise que tem afectado a economia do país e as fracas receitas no bar, há cerca de ano e meio, as duas direcções terão chegado a acordo, verbal, para que o valor fosse reduzido para 250,00€. Exactamente no dia da realização da AG o Núcleo recebeu uma carta registada do CAF a propor nova abordagem sobre o assunto, referido na missiva o valor protocolado. Para além deste assunto a direcção do CAF fazia outras exigências, na referida carta, que se prendem com aspectos logísticos.

 

Sobre este assunto alguns sócios do NSF acham que a deslocação da sede para a Casa Gascão só lhes trouxe prejuízo e que hoje no mercado há bons espaços por valor inferior e que o melhor seria começarem a pensar em nova mudança. A este propósito a direcção lembrou que foram feitos investimentos muito avultados na sede os quais não seriam recuperados.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2021 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados