RCB/TuneIn
Segunda, 14 Jun 2021
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POL�TICA
CAOS NA JUNTA DE S. JORGE DA BEIRA
Rádio Cova da Beira
José Trindade Branco diz que foi encontrar um cenário “dramático” na junta de freguesia de S. Jorge da Beira com uma dívida de cerca de 50 mil euros, não assumida nas últimas contas aprovadas pelo anterior executivo.
Por Paula Brito em 28 de Nov de 2014

"Depois de ser aprovada a conta de gerência que dava um lucro de mais de dois mil euros, no dia seguinte é feita uma acta com uma dívida espelhada de 24.886 euros, isto sem contar com outras que apareceram como é o caso da compra de um terreno para a construção de uma piscina no valor de 10 mil euros sem contrato de promessa de compra e venda, com movimento de terras nesse local sem nenhuma factura a dar-lhe suporte”.

Em entrevista ao programa “Prova dos Novos” da RCB, José Trindade Branco explica a herança “pesada” deixada pelo anterior executivo e que condicionou a acção da junta durante este primeiro ano de mandato “encontramos uma junta totalmente descapitalizada, todas as viaturas e outro material avariado, uma dívida a fornecedores escondida, seis trabalhadores ao serviço da junta sem possibilidade de lhes pagar os vencimentos em virtude de levianamente não se ter tratado de negociar e renovar o contrato da recolha de resíduos sólidos da freguesia e no entanto, não se esqueceram de levantar todas as verbas que a junta tinha a receber até 31 de Dezembro de 2013 e fazer o favor de as estafar sabendo que era necessário até ao fim desse ano garantir o funcionamento da junta e o pagamento dos trabalhadores”.

Perante este cenário uma das primeiras medidas do actual executivo foi dispensar quatro dos seis trabalhadores que estavam ao serviço da junta de freguesia de S. Jorge da Beira “no fim do mês de Outubro mandamos para o fundo de desemprego quatro trabalhadores e com isso pusemos logo em causa o nosso mandato”.

As facturas de cerca de 30 mil euros sem suporte documental foram devolvidas aos fornecedores que entretanto moveram acções judiciais à junta de freguesia. A situação, que já foi também denunciada ao Tribunal de Contas, deverá continuar a condicionar não só o actual como os próximos mandatos na junta de freguesia de S. Jorge da Beira.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2021 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados