RCB/TuneIn
Segunda, 14 Jun 2021
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POL�TICA
CMB APROVA EMPRÉSTIMO
Rádio Cova da Beira
A câmara municipal de Belmonte (CMB) aprovou por unanimidade a contracção de um empréstimo de curto prazo, no valor de meio milhão de euros para resolver “problemas de tesouraria”.
Por Paula Brito em 21 de Nov de 2014

Segundo António Dias Rocha, o empréstimo, que não conta para a capacidade de endividamento da autarquia, vem facilitar a vida ao município, “em vez de estarmos com dificuldades e a atrasar muito os pagamentos a fornecedores e a empreiteiros de obras que temos feito, nomeadamente nas freguesias, assim é mais fácil resolvermos o problema a curto prazo”.

Segundo o presidente da câmara de Belmonte a autarquia está a viver com dificuldades, "estamos a respirar com máscara", que poderão ser ultrapassadas se forem desbloqueados os 85% de financiamento de duas obras que ainda foi possível candidatar ao Quadro de Referência Estratégica Nacional “deram-nos a possibilidade de apresentarmos ainda projectos que não tivessem sido financiados e nós apresentamos o projecto lar de Caria, com verbas de 1,5 milhão de euros e uma via que pavimentámos também em Caria junto ao pavilhão na ordem dos 250 mil euros, e esperamos ser contemplados com 85% destas verbas”.

Segundo Dias Rocha, no último ano foi possível reduzir a dívida em cerca de um milhão de euros (500 mil euros pagos à empresa Águas do Zêzere e Côa e 400 mil à banca). O autarca não sabe se o município terá que recorrer ao Fundo de Apoio Municipal se a câmara tiver que pagar a totalidade da dívida das águas, mas acredita que as negociações que estão a decorrer entre os municípios, a empresa e o ministério cheguem a bom porto até final do ano “eu estou convencido que até final do ano as negociações terminem, até porque vem aí uma nova realidade e não acredito que o governo, neste caso as Águas de Portugal, empresa do Estado, vá obrigar os municípios a pagar a totalidade da dívida que está para trás, é preciso é encontrar um mecanismo para, a longo prazo, essa dívida ser paga".

António Dias Rocha anunciou ainda que está desbloqueada e paga a primeira tranche, no valor de 134 mil euros, ao empreiteiro que está a realizar as obras do quartel dos bombeiros que estavam paradas por falta de pagamento "espero que retome as obras ainda esta semana".


  Redes Sociais   Facebook

2007—2021 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados