RCB/TuneIn
Segunda, 21 Set 2020
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
DESPORTO
FUTEBOL - 3? DIVIS?O NACIONAL
N?o fora a derrota da Atalaia do Campo e estar?amos a analisar como positiva a primeira jornada do campeonato nacional da 3? divis?o, s?rie D.
Por José Joaquim Ribeiro em 24 de Aug de 2008

O Benfica de Castelo Branco, como se previa, derrotou o Caldas, por 2-0, com golos de Ricardo António e Miguel Vaz, embora não tenha rubricado uma grande exibição.

 

O Sertanense deslocou-se à Lousã, para defrontar o Lousanense e conquistou um precioso ponto, mercê do empate a uma bola registada no marcador. Foi a equipa da casa quem primeiro marcou, aos 22’, por intermédio de Barata, respondendo o Sertanense, a dois minutos do intervalo, com o tento do empate, apontado por Marco Farinha. Os comandados de Eduardo Húngaro tiveram ocasiões para poderem somar os três pontos, no entanto não tiveram a felicidade pelo seu lado.

 

O Unhais da Serra, a exemplo da época passada, começou da melhor maneira a sua participação no campeonato da 3ª divisão. Os serranos venceram por 1-0, com o único golo da partida a ser apontado pelo veterano Piguita, que rematou de cabeça após a cobrança de um livre. Foi um jogo muito bem disputado com o Unhais da Serra a revelar-se igual a si próprio e à semelhança do seu treinador.

Previa-se de grande dificuldade a tarefa da ADEP, no jogo que realizou esta tarde na Marinha Grande. As dificuldades existiram, mas os jogadores penamacorenses opuseram-se a essas dificuldades com muita entrega e determinação. O Marinhense adiantou-se no marcador a poucos minutos do termo da partida, no entanto a resposta foi quase imediata, com Sérgio Duarte a colocar o resultado de novo empatado e a permitir que a sua equipa conquistasse um ponto, numa deslocação que se sabe, vai ser difícil para todos os adversários que se deslocarem à Marinha Grande.

 

A estreia da Atalaia do Campo no campeonato nacional da 3ª divisão não correu como todos os atletas, técnicos, dirigentes e adeptos, desejavam. A equipa do concelho do Fundão foi, inclusivé, goleada, por 5-1, por um adversário que teve a felicidade do jogo pelo seu lado e que só ampliou o resultado para números exagerados, em tempo de compensações. Ao intervalo o Peniche já vencia por 3-0, com golos de Bruno Novo, Márcio e João Nuno. A Atalaia reduziu por Bruno Correia, que tinha entrado ao intervalo e, como já se disse, mais dois golos foram apontados para além dos 90 minutos regulamentares. Elísio e Paulinho foram os homens do Peniche que assinaram os dois tentos.

    

  Redes Sociais   Facebook

2007—2020 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados