RCB/TuneIn
Segunda, 22 Jul 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POL√ćTICA
SCUTS REGRESSAM ? CAMPANHA
Candidatos do PS pelo distrito de Castelo Branco promovem confer?ncia de imprensa para denunciar incongru?ncia entre o discurso dos candidatos do PSD pelo distrito e o discurso do l?der do partido. PSD devolve cr?ticas de incongru?ncia entre o que o PS diz em campanha e o que faz no governo.
Por Paula Brito em 31 de May de 2011

Valter Lemos, da lista do PS pelo distrito de Castelo Branco, recorda as palavras do líder do PSD em Bragança "Pedro Passos Coelho afirmou que todas as Scuts tinham que ter portagens e que era contra as isenções aos residentes nas zonas das Scuts, contrariando tudo aquilo que tem sido dito pelos candidatos do PSD aqui no distrito".

O PS defende, se for governo maioritário a revogação da medida, se for governo minoritário as isenções previstas a residentes e empresas. Confrontado com a posição de alguns dirigentes do PS, como é o caso do candidato a deputado pela Guarda e actual secretário de estado dos transportes, que defende a inevitabilidade da medida, Valter Lemos partilha da mesma opinião mas no timming certo e este não é, segundo o candidato, o timming certo "mais cedo ou mais tarde está certo, o que nós dizemos é que deve ser quando as regiões atinjam a média nacional em termos de nível de vida. É por isso que o PS não se opôs à colocação de portagens nas Scuts do litoral, grande Porto e Algarve porque já têm um nível de vida acima da média nacional e portanto é justo que contribuam para o bem comum, não é o caso da nossa região".

Confrontado com as críticas, Carlos São Martinho, candidato do PSD pelo distrito de Castelo Branco, diz que não há incongruência no discurso do líder e dos candidatos, todos defendem a universalidade das portagens e a redução do valor a pagar dependendo de cada região "o que defendemos é a universalidade das portagens com reduções para as regiões com menos poder de compra em que a redução do valor por quilómetro seja semelhante à redução do poder de compra de cada região".

O candidato do PSD devolve as críticas de incongruência ao Partido Socialista "é o PS que diz em campanha o contrário do que faz quando está no governo, foram eles que introduziram as portagens e foram eles que fixaram o preço. O que é inadmissível é aquilo que fizeram nas Scuts do Norte em que, sem critério nenhum, determinaram um preço por quilómetro incomportável para o Norte e muito menos para a nossa região".


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados