RCB/TuneIn
Quinta, 18 Jul 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POL√ćTICA
CANDIDATOS DEFINEM OBJECTIVOS
Os candidatos a deputados pelo distrito de Castelo Branco, em entrevista ao "Flagrante Directo" da RCB, definem os objectivos que pretendem alcan?ar no pr?ximo dia 5 de Junho.
Por Paula Brito em 24 de May de 2011

PSD quer ser a força política mais votada mas o cabeça de lista, Costa Neves, aposta no mesmo resultado de 2009 em termos de número de deputados "ganhe um ou ganhe outro, no fim em termos de deputados vamos ter no distrito de Castelo Branco dois deputados do PSD e dois do PS".

Fernando Serrasqueiro prefere não quantificar resultados mas o número dois da lista socialista espera, à semelhança de eleições anteriores, que o distrito contribua para a vitória do PS "não quero traçar um objectivo numérico, quero contribuir para a vitória do PS a nível nacional porque isso será bom para o país e bom para o distrito que continua a ter um Primeiro Ministro que é oriundo daqui".

O Bloco de Esquerda, que em 2009 foi a terceira força política mais votada no distrito, com 9% dos votos, tem como objectivo, segundo Fernando Proença, aumentar essa percentagem "o ideal era chegar aos 15 ou 16% e eleger um deputado, mas tudo o que for acima dos 9% para nós é uma vitória".

Com os olhos postos na eleição de um deputado está o CDS-PP. A líder da lista popular, Celeste Capelo, tem um objectivo definido para o próximo dia 5 de Junho "voltar a haver uma voz do interior, da Beira Baixa, no Parlamento em Lisboa".

Quanto à CDU, que em 2009 ocupou o quinto lugar no distrito com 5% dos votos, tem para este acto eleitoral objectivos definidos "crescer, reforçar, até à eleição de um deputado". Adianta o líder da lista da Coligação Democrática Unitária, Vítor Reis Silva.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados