RCB/TuneIn
Domingo, 08 Dez 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÍTICA
IDANHA: AGRICULTURA N?O MELHOROU
Ao fim de uma d?cada ? frente da c?mara municipal de Idanha-a-Nova, ?lvaro Rocha admite que a agricultura no concelho n?o melhorou. Engenheiro e produtor agr?cola, candidatou-se pela primeira vez em 2011 utilizando como emblema a massaroca e nela simbolizar o impulso que pretendia dar a um sector importante para o desenvolvimento do concelho de Idanha-a-Nova.
Por Paulo Pinheiro & Paula Brito em 18 de May de 2011

Passados 10 anos, o autarca admite que a situação da agricultura piorou, sobretudo devido ao fim da produção do tabaco

" Não estamos melhor em termos agrícolas, bem pelo contrário. Vivíamos à base do tabaco, uma cultura que acabou, mas que nos ajudou a construir as infra-estruturas e deixou-nos preparados para a fase seguinte, ou seja, qualificar outras culturas que foram abandonadas como o olival, milho, forragens e a criação de gado bovino, que cresceu muito", explica o autarca

De acordo com Álvaro Rocha, só agora estão desbloqueados projectos essenciais para a agricultura do concelho. É o caso do centro agro-alimentar do Ladoeiro, que está em construção na antiga fábrica da Saipol, e as hortas de Idanha-a-Nova que irão permitir criar nos 600 hectares da herdade do Couto da Várzea um projecto inovador no país: uma incubadora de empresas de base rural

"Pelo menos 15 jovens incubados, durante 10 anos, que lhes permitirá uma vida nova, tomar experiência na agricultura, com condições que não encontravam em lado nenhum. Temos esperança que no futuro o projecto tenha bons resultados"".

Dois projectos que o autarca espera venham dar um novo impulso à agricultura em Idanha-a-Nova.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados