RCB/TuneIn
Terça, 19 Nov 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÍTICA
PENAMACOR: D?VIDA SUPERIOR A 12 MILH?ES
Oposi??o votou contra as contas referentes a 2010. ? que segundo V?tor Gabriel, apesar da d?vida ter estabilizado, estabilizou em valores muito elevados. Domingos Torr?o desdramatiza.
Por Paula Brito em 22 de Apr de 2011

Dos cerca de 17 milhões de euros que tinha orçamentado para 2010, a câmara de Penamacor executou cerca de 10 milhões. Uma taxa de execução de 57% que é, segundo a oposição, "das mais baixas dos últimos anos"  mas que para a maioria é fruto dos atrasos do Quadro Comunitário. Ultrapassado este constrangimento, Domingos Torrão acredita que a taxa de execução este ano  vai subir significativamente "nomeadamente com a concretização de 4 obras importantes que temos no terreno: o centro educativo, a rua de Sta. marta, o cruzamento das aldeias e a zona de lazer da Meimoa".

O presidente da autarquia fala em obras no terreno, a oposição destaca as obras que, segundo as contas de 2010, tiveram uma execução nula "falo concretamente da revisão do PDM com uma taxa de execução de 0%, da regeneração urbana da vila, da requalificação de património ou do centro interpretativo do castelo de Belmonte".

Na análise à situação financeira da autarquia, Domingos Torrão recorda que em 2009 o município de Penamacor tinha ultrapassado o limite de endividamento em 600 mil euros e que em 2010, teria que reduzir pelo menos 10% desse valor. O autarca diz que a lei "não só foi cumprida como foi ultrapassada essa percentagem".

Para a oposição, que votou contra as contas, o problema está nos montantes da dívida que segundo Vítor Gabriel ultrapassa os 12 milhões de euros "é que a dívida estabilizou mas estabilizou em valores muito elevados, num quadro de restricção a situação financeira do município é extremamente preocupante".

Segundo Domingos Torrão dos 12 milhões de euros,  3 milhões e 700 mil são dívidas a médio e longo prazo contratualizadas com a banca, no que diz respeito às dívidas a fornecedores a Empresa Águas do Zêzere e Côa é a maior credora do município.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados