RCB/TuneIn
Domingo, 20 Out 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POL√ćTICA
CARVALHO DA SILVA COM RESERVAS
O secret?rio geral da CGTP receia que a chegada do FMI n?o resolva os principais problemas que o pa?s est? a atravessar e que apenas seja uma forma de manter os privil?gios de alguns grandes grupos financeiros:
Por Nuno Miguel em 11 de Apr de 2011

À margem duma sessão evocativa sobre as lutas dos trabalhadores dos lanifícios, organizada pelo sindicato têxtil da Beira Baixa, o secretário geral da CGTP refere que " pelo tipo de intervenção que está a ser preparada, a palavra ajuda é cinica porque não se trata duma intervenção do fundo europeu de estabilização financeira para resolver os reais problemas das pessoas; trata-se de garantir qoe os accionistas dos grandes grupos económicos, apesar de já terem roubado muito o povo, vão continuar a ter os seus interesses intocáveis".

Carvalho da Silva acrescenta que "a intervenção do FMI em Portugal deve também ser acompanhada da acção de outras entidades, nomeadamente da organização mundial do trabalho mas também a opinião das populações deve ser ouvida e isso não vejo que até agora esteja a ser feito, mas desejo que o governo seja sensivel a isso e que venha para o terreno disponivel a encontrar um novo rumo para Portugal e não apenas a procurar proteger os interesses de alguma burguesia que se tem abotoado com dinheiros que são de todos".

O secretário geral da CGTP considera como "muito positivas" as conversações que PCP e Bloco de Esquerda tem vindo a realizar e espera que o PS "mude de rumo e também possa contribuir para a construção duma verdadeira alternativa de esquerda para resolver os problemas do país".


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados