RCB/TuneIn
Sexta, 23 Ago 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÍTICA
"N?O SE CRIEM FANTASMAS"
? a reac??o do presidente da c?mara municipal de Castelo Branco ?s recentes declara??es do presidente do Nerga sobre a Delphi. O respons?vel pela associa??o empresarial da Guarda disse que o autarca albicastrense sabe que "mais cedo ou mais tarde a empresa encerra e j? est? ? procura de solu??es". Em entrevista ? RCB, Joaquim Mor?o lamenta que se andem a criar fantasmas ? volta da empresa.
Por Paulo Pinheiro & Paula Brito em 30 de Mar de 2011

"Não podemos arranjar fantasmas em todo o lado. A empresa está estabilizada e Castelo Branco pode dar-se por feliz de não estar a ser atingida pelo encerramento de muitas empresas, a mais visível foi a Mateus e Mendes", refere o presidente da CMCB.

Confrontado com o estudo do Observatório da universidade da Beira Interior que aponta Castelo Branco como o concelho de eixo da A23, onde vai aumentar mais o desemprego no primeiro semestre deste ano, Joaquim Morão refere que a prática não confirma isso

"Castelo Branco não é o concelho que tem mais desemprego. Somos atingidos pelas crises, mas com as condições que tem criado para a instalação de empresas, a câmara está a contribuir para criar postos de trabalho. Estamos convencidos que os números do observatório não se concretizam porque o próprio comércio local vai criar dinâmicas para fixar pessoas", afirma O presidente da CMCB. Joaquim Morão aponta um exemplo para justificar o que defende: "anualmente são vendidos entre 200 a 250 novos apartamentos".

Segundo o estudo do observatório da UBI, em Castelo Branco o desemprego vai aumentar durante este primeiro semestre em mais de 8%, mais de 1,5% do que a média nacional.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados