RCB/TuneIn
Quinta, 19 Set 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
DESPORTO
SP. COVILH? VENCE GIL VICENTE
Tr?s meses depois o clube serrano ofereceu uma prenda aos seus adeptos. O Sporting deu vantagem ao advers?rio mas soube reagir e virar o jogo a seu favor, com todo o merecimento.
Por José Joaquim Ribeiro em 20 de Mar de 2011

A primeira parte deste jogo, que se disputou na manhã deste domingo, não foi nada bem jogada pelo Sporting da Covilhã. Os serranos neste primeiro período de jogo não conseguiram construir uma única jogada de perigo junto da baliza de Jorge Batista. O único susto por que passou o guardião de Barcelos aconteceu aos minutos num pontapé para a frente de Lupéde, desde o seu meio, com a bola a bater no solo a subir para bater na barra da baliza contrária. Ao invés, o Gil Vicente controlava o jogo e criava oportunidades que só não foram concretizadas por falta de discernimento de Hugo Vieira. O avançado do Gil apareceu por duas vezes na cara de Serginho, aos 5 e aos 31 minutos e em ambas as situações vence Gil Vicente não conseguiu desfeitear o guardião do Sporting.

A superioridade da equipa de Barcelos viria a ser compensada à passagem do minuto 42, com um golo apontado por Zé Luís. O jogador do Gil recebeu a bola a meio do seu meio campo, progrediu mais alguns metros e tentou a felicidade com um remate de meia distância acabando por ser feliz. A bola levava boa direcção, apanhou Serginho mal colocado, mudou de trajectória muito próximo do guardião e anichou-se nas redes serranas.

Na segunda parte a equipa de Manuel Tulipa veio com uma outra atitude e muito mais confiante de que podiam virar o jogo a seu favor. Passaram a ter mais tempo a posse de bola, passaram a jogar mais próximos da baliza da equipa de Barcelos e aos 60 minutos chegaria ao empate num lance muito bem gizado por Ivo Pinto, que subiu pelo seu corredor, entrou na área, passou pelo meio de dois adversários, cruzou, a bola ainda tabelou num adversário foi para Rincon que de primeira rematou para  o fundo das redes.

Não ficaram satisfeitos os serranos com o empate e por isso procuraram o golo que lhes desse a possibilidade de conquistarem os três pontos. Foi com essa ambição que aconteceu a reviravolta. Vouho jogou sobre a esquerda, tentou desfeitear o guardião Jorge Batista este evitou o golo, mas a bola ficou ali para ser disputada por Fofana. Quando este tentava desviar a bola do guardião do Gil foi carregado à margem das leis e em consequência marcada a respectiva grande penalidade que Abdoulaye converteu no segundo golo serrano e que permitiu o regresso às vitórias perante o seu público.

Foi uma vitória que se aceita, pelo trabalho que a equipa covilhanense efectuou na segunda parte, mas a boa primeira parte e as oportunidades desperdiçadas, provavelmente, mereceriam melhor sorte para os comandados de Paulo Alves.

Com esta vitória o Sporting da Covilhã não respira melhor, em termos classificativos, mas pode contribuir para que a equipa passe a acreditar mais nas suas capacidades com vista aos compromissos que se seguem.

A Liga de Honra vai agora ter uma paragem, por motivo de compromissos de selecções, regressando no dia 3 de Abril, com os serranos a visitarem Moreira de Cónegos,  para jogarem com o Moreirense.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados