RCB/TuneIn
Segunda, 17 Dez 2018
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
DESPORTO
ADF REGRESSA ÀS VITÓRIAS
A Desportiva do Fundão voltou às vitórias no campeonato nacional da 1ª divisão em futsal. Os fundanenses venceram em Sacavém o Vitória de Olivais, por 4-2.
Por José Joaquim Ribeiro em 19 de Mar de 2011
Foi uma vitória que não sofre contestação, tal superioridade que a equipa fundanenses evidenciou durante a partida. A equipa mostrou-se mais tranquila, as soluções no banco começam a ser mais e melhores e isso permite uma rotação que antes era quase impossível, no entanto, também é importante referir que a Desportiva, depois de ter construído um resultado que permitia gerir o encontro, voltou a ter quebras de produção que podiam deitar tudo a perder.

Os fundanenses entraram muito bem no encontro, conseguiram marcar o primeiro golo à passagem do minuto 3, por Jociel, na conversão de uma grande penalidade cometida por Papin ao interceptar a bola com a mão quando esta seguia para a sua baliza, lance que lhe valeu a expulsão. Dois minutos depois o mesmo Jociel aumentou para 2-0, numa recarga a um remate de Esteves que o guardião contrário não conseguiu suster.

O volume de jogo ofensivo dos fundanense já lhe tinham valido dois golos e dois remates nos ferros da baliza do Vitória de Olivais. Não foi surpersa nenhuma a obtenção do 3º tento. Estavam decorridos 12 minutos, numa jogada de bom movimento Esteves ficou na cara do guarda-redes da casa e com um gesto técnico de muita qualidade fez o golo.

Foi com este resultado que se chegou ao intervalo, no entanto, o Vitória pelo que fez nos minutos finais do primeiro tempo podia ter feito pelo menos o tento de honra, se bem que também os fundanenses podiam ter ampliado o resultado.

Na segunda parte a equipa fundanense entrou na quadra de forma apática e sem grande vontade de arrumar de vez com a partida. Esta atitude passiva fez com que a equipa dos Olivais crescesse e acreditasse que podia dar a volta ao resultado. Valeu mais uma vez a muita atenção que Diégo teve nessa fase do jogo, mas mesmo assim, o guardião fundanense não conseguiu evitar que Mapuata reduzisse o marcador para 1-3, aos 24m. Alguns minutos depois Jociel viu o cartão amarelo, por a equipa de arbitragem ter considerado uma simulação do brasileiro da Desportiva e, como este era o segundo Jociel foi excluído do jogo. A Desportiva esteve dois minutos a jogar apenas com quadro jogadores, exigindo muito mais concentração e muito mais empenho aos quatro que estavam dentro da quadra, curiosamente, foi exactamente nesse período que a ADF conseguiu ampliar o marcador para 1-4, por intermédio de Murillo, aos 35’. Logo a seguir passou a ter a equipa completa.

O Vitória de Olivais, quem nunca deixou de acreditar nas suas capacidades, voltou a marcar, aos 36’, por Zé Daniel, mas os fundanenses, que voltaram a ter melhor atitude que aquela com que tinham entrado para a segunda parte, passaram a controlar o jogo e não mais deixaram que o adversário lhes criasse problemas. Aliás, nessa recta final acabou por ser a Desportiva a desperdiçar um livre de 10 metros por Lileu ( já são alguns que o jovem Lileu falha), que podia ter gerado um desfecho mais dilatado, que também seria muito penalizador para a equipa do Vitória de Olivais, que também se bateu muito bem.

A Desportiva, que voltou para a posição que durante 20 jornadas ocupou na tabela classificativa, entre os oito primeiros, tem agora a tarefa de defrontar no Municipal do Fundão, no próximo sábado, a Fundação Jorge Antunes, a quem os fundanense necessitam vencer para que possam acautelar a presença entre os melhores no campeonato nacional da 1ª divisão em futsal.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2018 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados