RCB/TuneIn
Segunda, 11 Nov 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÍTICA
MAIS CAPACIDADE COM MENOS MEIOS
Este ano, os meios a?reos de combate a fogos florestais no distrito de Castelo Branco devem passar de 7 para 5, mas com caracter?sticas diferentes de anos anteriores.
Por Paulo Pinheiro em 12 de Feb de 2011

De acordo com a governadora civil de Castelo Branco, o distrito terá, pela primeira vez, dois meios pesados que ficarão localizados na pista da Moitas em Proença-a-Nova, que acolherá também um avião ligeiro. Covilhã e Castelo Branco terão um meio aéreo disponível.

Embora não esteja ainda decidido, este vai ser o dispositivo que o distrito contará este ano na denominada fase critica de combate a fogos florestais 

“Em principio serão meios aéreos completamente diferentes. Vão existir dois meios aéreos pesados, o que nunca aconteceu no distrito. Podem não ser 7, podem ser 5 mas com mais litros de água disponíveis a cada momento, a par dos meios rápidos instalados na Covilhã, Castelo Branco e Proença-a-Nova. Em termos práticos penso que vamos ficar melhor”, refere a governadora civil.

Declarações de Alzira Serrasqueiro à margem da cerimónia de homologação do protocolo de cedência de duas novas viaturas para os bombeiros do Fundão e de Cernache do Bonjardim, realizada esta manhã em Castelo Branco. 

A cerimónia foi presidida pelo secretário de estado da protecção civil. Vasco Franco foi cauteloso quanto aos meios aéreos disponíveis em 2011, para combate aos incêndios. Face às restrições financeiras, o governante não escondeu as dificuldades que está a tentar ultrapassar para que o país tenha em 2011 o dispositivo de meios aéreos adequados.

De acordo com Vasco Franco, o montante financeiro do MAI para esta área é idêntico a 2010, mas na lei do orçamento foram estabelecidas restrições ao uso de determinadas verbas 

“Estou a fazer tudo o que está ao meu alcance para ultrapassar a situação. Todos sabemos que seria um temeridade e uma irresponsabilidade não termos no Verão os meios adequados. Eu não cometerei essa irresponsabilidade”, garantiu o secretário de estado da protecção civil.

Depois das novas viaturas para o Fundão e Cernache do Bonjardim, seguem-se Covilhã, Sertã( com veículos florestais de combate a incêndios) e Belmonte com um veículo tanque táctico.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados