RCB/TuneIn
domingo, 29 jan 2023
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
CULTURA
ARTISTA COVILHANENSE HOMENAGEIA JOS√Č SARAMAGO
Rádio Cova da Beira
Telmo Guerra, artista natural do Tortosendo (Covilh√£) emigrado na Su√≠√ßa, exp√īs naquele pa√≠s uma obra ‚Äútalha‚ÄĚ alusiva ao escritor portugu√™s Jos√© Saramago. Duas portas de madeira que d√£o lugar √† gravura do rosto do pr√©mio nobel da literatura perfaz a homenagem do artista para com o escritor.
Por Lara Inês Cardoso em 21 de Nov de 2022

Telmo Guerra está emigrado na Suíça desde 2012 e foi lá, numa iniciativa voltada para a comunidade portuguesa, que o público pôde conhecer alguns dos trabalhos do artista, natural da Covilhã. Um deles foi a imagem de José Saramago em duas portas de madeira que representam “esperança, oportunidades, novos começos e transformação; a abertura de novas possibilidades e desafios”.

 

Quanto à gravura em baixo relevo do Nobel da Literatura, Telmo Guerra considera que “a imagem de alguém tem mais capacidade de nos desassossegar. Na gravura, existe uma poesia visual impossível de ser reproduzida noutra forma de arte”.

 

A obra que homenageia Saramago foi vista não só pelo público, mas também por membros do Consulado-Geral de Portugal em Genebra, que “consideraram oportuno” tê-la em exposição nas instalações consulares, durante os próximos dias.

 

Depois disso, é desejo do artista ceder a obra para a Fundação José Saramago, em Lisboa, num ano em que se celebra o centenário do nascimento do escritor português, assinalado no passado dia 16 de novembro.

 

Telmo Guerra nasceu na Covilhã, em 1974, e dedica-se, sobretudo, a gravura de baixo relevo com rostos, combinando-os com elementos da cultura portuguesa, predominantemente motivos da azulejaria, a Cruz de Portugal ou a Cruz da Ordem de Cristo. 


  Redes Sociais   Facebook

2007—2023 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados