RCB/TuneIn
sábado, 03 dez 2022
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
CULTURA
FILARMÓNICA CELEBRA 220º ANIVERSÁRIO
Rádio Cova da Beira
A Filarmónica União Santa Cruz, de Aldeia Nova do Cabo (Fundão), a banda mais antiga da Cova da Beira, e uma das mais antigas do país, celebra no domingo, 2 de outubro, 220 anos de existência.
Por Paulo Pinheiro em 28 de Sep de 2022

A celebração acontece no dia da festa em louvor de Santa Cecília, padroeira dos músicos e tem início marcado para as 9:00h com a chegada da Sociedade Filarmónica de Tinalhas, banda convidada.

 

 

Para as 10:30h está marcado o desfile das filarmónicas até ao largo da igreja seguido de missa de aniversário em homenagem aos músicos, maestros e dirigentes da filarmónica, pelas 11:15h, com romagem ao cemitério, em memória de todos os elementos falecidos.

 

 

Concluída a cerimónia, às 13:00h terá lugar o almoço de confraternização, e a partir das 15:30 os concertos pelas filarmónicas no largo da igreja matriz com lanche convívio.

 

 

José da Fonseca de Oliveira Sousa Cerejo de Brito e Cunha de Mesquita, fidalgo do Concelho de Idanha-a-Nova, é o homem que está na origem da Filarmónica da Aldeia Nova do Cabo, que é já um caso já raro de longevidade.

 

Dono de várias terras em diversas freguesias do concelho do Fundão, liga-se através do matrimónio a uma família abastada em Aldeia Nova do Cabo e lá passa a residir onde a partir de 1799. Tendo formação musical, decide começar a reunir em sua casa um grupo constituído por alguns dos seus trabalhadores, todos os dias após o trabalho do campo, a fim de lhes ensinar música.

 

Em 1809, José Mesquita decide que grupo devia exibir-se ao povo da Aldeia, a população aprovou, fazendo a banda regressar para as festas de Santa Cruz onde o povo se mostrou mais uma vez entusiasmado com a atuação.

 

A saúde de D. José começa a debilitar-se e este chama um homem da Soalheira para ensaiar o grupo duas vezes por semana. Com a morte do fidalgo as suas filhas doaram os instrumentos ao povo de Aldeia Nova na condição de não deixarem a filarmónica acabar.

 

Era o início da história da mais antiga filarmónica da Cova da Beira, que celebra dia 2 de outubro o seu 220º aniversário.

 

 

 

 

 

 

 

c/ Ana Júlia 


  Redes Sociais   Facebook

2007—2022 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados