RCB/TuneIn
sábado, 03 dez 2022
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
PROFESSOR DA UBI INTEGRA COMISSÃO DE PERITOS QUE ANALISAM FOGOS
Rádio Cova da Beira
O professor da Universidade da Beira Interior, João Castro Gomes, é um dos peritos que integra a comissão para fazer uma avaliação técnico-científica dos grandes incêndios rurais de 2022.
Por Paulo Pinheiro em 25 de Sep de 2022

Outras da categoria:

 

O coordenador do centro de investigação C-MADE, João Castro Gomes, foi um dos convidados pelo Ministro da Administração Interna e Ministra da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, para integrar uma comissão de peritos que vão avaliar técnica e cientificamente dos grandes incêndios rurais de 2022.

A composição deste Painel de peritos vem da “necessidade de compreender e analisar a complexidade e severidade de alguns incêndios que forçaram o acionamento excecional de meios de resposta”, mas também irá “definir um modelo de avaliação que tem como principal objetivo retirar lições e preparar os próximos anos”, refere uma nota do Ministério da Administração Interna.

Durante a primeira reunião deste Painel de Peritos, que decorreu no passado dia 21 de setembro, no Salão Nobre do Ministério da Administração Interna (MAI), João Castro Gomes sublinhou a importância de tornar os territórios, assim como as comunidades mais afetadas por incêndios, mais produtivas e resilientes face aos mesmos. No decorrer da análise, o professor da UBI disse estar disponível para “desenvolver soluções científicas e sustentáveis que darão valor económico às florestas em todas as suas dimensões”.

 

O MAI espera receber até ao próximo mês de novembro o relatório final da comissão a quem foi pedido que analise os fogos que, neste verão, demoraram mais de 90 minutos a extinguir. Este ano, até ao momento, o incêndio que demorou mais a ser extinto foi o da Serra da Estrela, 11 dias desde 6 de agosto que começou em Garrocho (Vila do Carvalho – Covilhã).

No final da reunião, o Ministro chamou também a atenção para o facto dos incêndios «ainda não terem terminado este ano».

 

«Temos ainda tempos difíceis até ao inverno. Há sempre que contar com surpresas da natureza, temos que estar preparados não apenas para aquilo que ainda temos de enfrentar este ano, mas também começar a preparar o próximo ano», disse.

 

José Luís Carneiro avançou ainda que, nos dias 11 e 12 de novembro, vai realizar-se em Lisboa uma reunião com os responsáveis da proteção civil a nível europeu para troca de experiências e «fazer face às dificuldades que vão existir pela frente».

 


  Redes Sociais   Facebook

2007—2022 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados