RCB/TuneIn
quarta, 28 set 2022
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POL�TICA
IDANHA: AUTARQUIA ACUSA OPOSIÇÃO DE POPULISMO
Rádio Cova da Beira
A câmara municipal de Idanha-a-Nova vem, em comunicado, acusar o “Movimento Para Todos” de adoptar uma “postura populista” e que “apenas procura criar ruído mediático e lançar desconfianças para dai retirar ganhos políticos”.
Por Nuno Miguel em 03 de Aug de 2022
Referindo-se ao abandono do vereador José Gameiro da última reunião do executivo por não ter sido incluído na ordem de trabalhos um ponto referente ao apoio aos bombeiros voluntários, a autarquia sublinha que “é mais oportuno” que essa matéria seja discutida na mesma reunião em que vai ser apresentada “a proposta do executivo eleito pelo PS para integrar o orçamento municipal a ser executado em 2023”.  
A autarquia acrescenta que “a competência da inclusão do ponto pertence ao presidente da câmara municipal”, acrescentando que “o ponto para inserir na ordem do dia não vinha acompanhado de qualquer proposta que pudesse ser previamente analisada, pelo que se deduziu que o vereador se estaria a referir a um documento já anteriormente entregue, algo que não foi esclarecido”.
A câmara da Idanha sublinha que está a ser preparado “um regulamento municipal de apoio aos bombeiros voluntários, que contempla um conjunto de benefícios”, garantindo que “oportunamente, este tema vai ser discutido de forma estruturada e nessa altura poderá o «Movimento para Todos» pode apresentar a sua proposta, que será naturalmente e com toda a lisura democrática, apreciada e discutida”.
Já quanto ao relatório de avaliação do cumprimento do estatuto do direito de oposição, o município afirma que “os serviços já elaboraram o documento e aguarda-se a próxima Assembleia Municipal para ser apreciado”. Sobre as queixas de falta de condições adequadas para o exercício das funções dos vereadores da oposição “está a ser preparada uma reorganização, que vai ter em conta a solicitação do movimento”
O município sustenta que “o objectivo do «Movimento para Todos» é claramente especulativo” caracterizando-se por “dar primazia à forma em detrimento da substância, ao fogo de artifício em detrimento do trabalho, tendo apresentado um documento simplista, manifestamente incompleto e pouco estruturado. Apenas para poder bradar aos ventos que fez uma proposta e, assim, ludibriar aqueles que neles confiaram o seu voto.

  Redes Sociais   Facebook

2007—2022 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados