RCB/TuneIn
Quarta, 22 Mai 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
CULTURA
"RODOLFO PASSAPORTE - PASSADO E PRESENTE"
? o t?tulo da mostra de pintura que vai estar patente na galeria de exposi??es "Tinturaria", na Covilh?, ^de 4 a 30 de Janeiro de 2011.
Por Paulo Pinheiro em 29 de Dec de 2010

Rodolfo Leão Romero Passaporte nasceu a 12 de Junho de 1927 em Madrid.

Em 1939 muda-se para Portugal com a família.

Estudou na Escola de Artes Decorativas António Arroio onde fez o curso de habilitação a Belas Artes e Cinzelagem.

Licencia-se em pintura com a classificação final de 19 valores obtidos na defesa de tese.

Ajuda o seu pai no laboratório fotográfico e durante a noite é professor de desenho no ensino técnico, dando aulas em Lisboa nas escolas Francisco de Arruda, Marquês de Pombal, Afonso Domingues, e mais tarde no liceu Pedro Nunes, onde fez o seu estágio pedagógico. Os seus tempos livres eram ocupados com a pintura. Realizou exposições individuais e participou no Salão Primavera e Salão do Inverno na Sociedade Nacional de Belas Artes.

Motivos de saúde levaram-no a escolher a Covilhã para residir, sendo por alguns apelidado de "filho adoptivo da Covilhã". Durante 24 anos aqui residiu e trabalhou. Primeiro na Escola Secundária Campos Melo e, mais tarde, no Liceu Frei Heitor Pinto, tendo também leccionado nos colégios Moderno e no Sagrado Coração de Maria e dado lições de desenho a carvão e a pastel no Núcleo Cultural. Aqui realizou inúmeras exposições individuais e participou em exposições colectivas. Desenhou igualmente diversas medalhas comemorativas, além de elaborar cenários para récitas de finalistas apresentadas no Teatro Cine. Na Covilhã deixou ainda obra pública nomeadamente a estátua dedicada ao Operário Têxtil e a estátua ao Soldado Desconhecido.

Em 1988 criou um novo estilo de Desenho e Pintura: O Curvilinismo, que apresenta através do respectivo "Manifesto".

 

 

 

 

Fonte: CMC


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados