RCB/TuneIn
Quinta, 11 Ago 2022
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
CIMBB: VIDEOVIGILÂNCIA DE FOGOS FLORESTAIS ESTÁ OPERACIONAL
Rádio Cova da Beira
A rede do sistema de videovigilância para a prevenção de incêndios florestais CICLOPE, na sub-região da Beira Baixa, foi alvo de uma intervenção de manutenção que solucionou anomalias nas comunicações e energia, ficando, agora, “totalmente operacional”.
Por Paulo Pinheiro em 05 de Jul de 2022

Desta forma, o sistema CICLOPE garante, “em permanência, a prossecução da sua missão – apoio à decisão operacional, vigilância e deteção de incêndios rurais”, confirma a Comunidade Intermunicipal da Beira Baixa (CIMBB), em comunicado.

Nesse território estão instaladas 17 Torres de Vigilância e Apoio à Decisão (TVAD), sendo que 11 foram objeto de uma candidatura da CIMBB ao POSEUR - Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos, em 2017.

A candidatura permitiu o reforço do sistema de vigilância em toda a área territorial da Beira Baixa, com a instalação das novas TVAD. A área coberta com videovigilância, depois da instalação daquelas onze TVAD, passou dos 1 972 hectares para os 359 951 hectares cobertos, “que representam 77% do território”.

O sistema de videovigilância florestal “constitui uma ferramenta essencial de apoio na deteção de fogos e combate aos incêndios”. O CICLOPE é um sistema de televigilância disponível para os operacionais da GNR e da ANEPC nos distritos de Bragança, Porto, Viseu, Guarda, Coimbra, Castelo Branco, Leiria, Santarém, Lisboa e Setúbal, através de uma rede composta por mais de 100 torres de acompanhamento remoto e vários Centros de Gestão e Controlo e de Monitorização Remota.

 

 

 

De: Lara Cardoso 


  Redes Sociais   Facebook

2007—2022 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados