RCB/TuneIn
Sábado, 27 Fev 2021
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
DESPORTO
AD FUND?O REGRESSA ?S VIT?RIAS
A Desportiva do Fund?o regressou ?s vit?rias no campeonato nacional da 1? divis?o em futsal. Os fundanenses venceram em Santo Ant?nio dos Cavaleiros a equipa do AMSAC, por 5-4.
Por José Joaquim Ribeiro em 18 de Dec de 2010
O resultado tangencial resulta de um desequilíbrio que a equipa sofreu quando o técnico fundanense geria um resultado de 5-1. A entrada de jogadores menos rodados ou com deficit de forma muito acentuado, podia ter comprometido o que de bom a equipa tinha feito até ao segundo minuto da segunda parte. Foi com o credo na boca que a ADF terminou a partida que lhe permitiu o regresso às vitórias e a conquista dos três pontos.

Os fundanenses colocaram-se em vantagem no marcador logo aos 2 minutos do encontro, com um golo do jovem Lileu, que desferiu um remate fortíssimo, sem hipóteses para o guardião Ricardo. Três minutos depois foi Buiu a concluir uma excelente jogada de envolvimento ofensivo dos fundanenses.

A vencer por dois golos de diferença a equipa abrandou o ritmo e permitiu que o AMSAC crescesse e tivesse enviado um remate aos ferros da baliza do jovem guardião Gonçalo e logo a seguir chegasse ao golo, por Barros, na conversão de uma grande penalidade. Se os dois golos de vantagem retiraram ritmo ao jogo da Desportiva com estes dois avisos a equipa ajustou-se e num minuto marcou mais dois golos, primeiro por Bruno César, a fazer o 3-1 e logo a seguir foi Couto a dar uma margem bem confortável ao marcador. Os jogadores foram para o descanso com o marcador a assinalar 4-1 para os fundanenses.

Na segunda parte, ainda antes do segundo minuto, Buiu voltou a marcar e a margem passou a ser substancial, todavia, quando se começou a gerir o resultado com unidades em nítida baixa de forma a equipa passou por um susto, principalmente quando, também num minuto, a equipa do AMSAC fazia dois golos e colocava o resultado em 3-5. O primeiro destes golos resulta de uma infantilidade de Rato que João Paulo aproveitou da melhor maneira, o segundo foi Artur Freitas a aproveitar a desorganização defensiva fundanense, ainda não refeita do lance anterior, para reduzir.

Numa altura em que as duas equipa já estavam tapadas com cinco faltas a Desportiva teve possibilidades de matar o jogo, na sequência de um livre de 10 metros. Faltavam 30 segundos para terminar o encontro, Rato, que normalmente não costuma falhar este tipo de lances, entrou na quadra para bater o livre mas Ricardo defendeu, logo a seguir o jogador fundanense fez uma falta que lhe valeu o cartão amarelo e como era o segundo a expulsão e valeu ao adversário usufruir de um lance semelhante a 10 metros da baliza de Gonçalo. Barros bateu o livre, Gonçalo defendeu, mas o árbitro Rui Pinto entendeu ter havido violação de espaço e mandou repetir o castigo. Há segunda Barros não falhou, reduzindo para 4-5. Os últimos 20 segundo foram jogados sobre brasas, quando nada o fazia prever.

A vitória fundanense é mais do que justa e volta a dar ânimo a uma equipa, que tudo indica, vai sofrer alterações no novo período de inscrições. Bruno Pereira foi o primeiro a deixar o plantel e fala-se que também Rato poderá abandonar, mas as saídas podem não ficar por aqui. Os novos responsáveis fundanenses vão ter que recompor o plantel se, eventualmente, se confirmarem mais saídas.

O campeonato nacional da 1ª divisão vai fazer uma paragem de fim de ano. regressando no dia 8 de Janeiro com os fundanenses a receberem o Instituto D. João V.

Em termos de tabela classificativa nada se alterou visto os clubes que estavam juntos nos primeiros oito lugares da tabela classificativa terem vencido os seus encontros. A Desportiva partilha a 6ª posição com o Boticas, com 23 pontos.

  Redes Sociais   Facebook

2007—2021 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados