RCB/TuneIn
Quinta, 24 Set 2020
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
CULTURA
FERNANDO DACOSTA NO "CAF? LITER?RIO"
O escritor lan?a um olhar muito critico sobre a sociedade actual. Fernando Dacosta foi o convidado da edi??o deste m?s da iniciativa promovida pela c?mara da Covilh?, onde teve oportunidade de abordar com o p?blico alguns temas relacionados com os seus ?ltimos trabalhos.
Por Nuno Miguel em 16 de Dec de 2010

Fernando Dacosta considera que o actual panorama literário em Portugal precisa de uma lufada de ar fresco uma vez que "as editoras preferem apostar em livros de estrelas mediáticas em detrimento da qualidade do trabalho de alguns escritores; é por isso que trabalhos de autores como Ramos Rosa e Natália Correia continuam por públicar enquanto que os livros de estrelas de televisão são públicados".

O escritor mostra-se ainda apreensivo com o actual estado social "em que o oportunismo triunfa sobre o mérito pois o mérito é incómodo; as pessoas sentem-se inconformadas e lutam por mudar a sociedade o que nem sempre é bem visto por quem lidera essa sociedade que prefere pessoas obedientes".

Para Fernando Dacosta, Portugal "encontra-se a viver actualmente num clima tempestuoso e em que resistir deve ser a palavra de ordem e nós; os mais velhos que já temos alguma experiência de resistir devemos assumir um papel de dianteira nesse combate".

Nesta visita à Covilhã autor de trabalhos como “Mascaras de Salazar” e “Os Mal Amados” garante que está a desenvolver, em simultâneo, vários novos projectos e espera apresentar um novo trabalho durante o próximo ano.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2020 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados