RCB/TuneIn
S√°bado, 13 Ago 2022
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POLÔŅĹTICA
DEPUTADOS DO PS VOTARAM CONTRA OS INTERESSES DO INTERIOR
Rádio Cova da Beira
A afirmação é feita, em comunicado, pela concelhia do PSD da Covilhã a propósito do sentido de voto seguido pelos deputados do Partido Socialista eleitos pelo distrito de Castelo Branco em relação à diminuição do valor das portagens na A 23.
Por Nuno Miguel em 30 de May de 2022
De acordo com a concelhia da Covilhã, durante a fase de discussão na especialidade do orçamento de estado para 2022 “uma das principais propostas de alteração propunha uma redução das portagens de 50% e 75%, dando continuidade ao trabalho iniciado pelo PSD na última legislatura, que culminou com a aprovação da primeira redução das portagens na A23”.
Os social democratas acrescentam que, à semelhança do que aconteceu no passado os deputados socialistas voltaram a votar contra” levando ao chumbo da proposta “e o interior, uma vez mais, ignorado”. Facto que revela que “a falta de solidariedade e empenho pelos interesses do interior manteve-se no Partido Socialista, ao contrário do que foi prometido às populações, na última campanha eleitoral”. 
A concelhia do PSD da Covilhã acrescenta que esta situação representa “um contínuo atropelo aos interesses do interior, enquanto que, de forma enganosa, se continua a falar sobre o seu desígnio, para a coesão territorial” prometendo “manter uma luta que se perspetiva longa, pois o PS vai continuar a ignorar estes territórios, nada fazendo pela melhoria do custo de vida das suas populações, nomeadamente na redução dos seus custos de contexto, uma vez que as portagens se afiguram castradoras para o desenvolvimento da economia da região”.
O órgão liderado por Jorge Vaz afirma ainda que “os três deputados socialistas, eleitos pelo distrito, estão calados e, provavelmente, assim vão continuar mantendo uma estratégia já usada no passado” e sustenta que “um país a duas velocidades, onde a sincronia e a equidade não existem e o interior e as suas populações vão ficar cada vez mais abandonadas e isoladas vão ser uma das principais heranças do socialismo em Portugal”.

  Redes Sociais   Facebook

2007—2022 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados