RCB/TuneIn
Segunda, 04 Jul 2022
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
CULTURA
CLÃ ATUAM NO TMC EM JUNHO
Rádio Cova da Beira
Os Cl√£, uma das bandas de pop/rock mais conhecidas a n√≠vel nacional, v√£o subir ao palco do Teatro Municipal da Covilh√£ (TMC~) no pr√≥ximo dia 17 de junho, com o seu mais recente √°lbum, no ano em que assinalam os 30 anos de carreira. O concerto faz parte da ‚Äúdiversificada‚ÄĚ programa√ß√£o do TMC~ para o pr√≥ximo m√™s de junho.
Por Paulo Pinheiro em 24 de May de 2022

É a partir das 21h30 que a banda promete “dar corpo e músculo às canções do mais recente álbum”, trazendo também outros temas clássicos da sua carreira de três décadas. Hélder Gonçalves, Manuela Azevedo, Miguel Ferreira, Pedro Biscaia, Pedro Oliveira e Pedro Santos compõe o grupo musical “criativo e irrequieto, amplamente reconhecido pela energia e excelência dos seus concertos”.

 

Antes disso, o Teatro Municipal da Covilhã arranca a programação de junho no dia 4 (sábado), com a estreia do espetáculo “Humano 2.0” da companhia Kayzer Ballet, onde é abordada a “nova versão” do ser humano.

 

Na quinta-feira, dia 9 de junho, a Escola Básica Pêro da Covilhã apresenta a ópera ligeira “Com D. Dinis e D. Isabel”, de José Carlos Godinho. Um espetáculo que se realiza no âmbito do Complemento à Educação Artística - CEA , onde alguns alunos foram preparando o certame ao longo do ano letivo. A entrada é gratuita.

 

A criação audiovisual de Frederico Dinis “Um Aguçar dos Sentidos”, inspirada na história, no território, na paisagem e no património urbano, arquitetónico, paisagístico e etnográfico da Covilhã, também tem espaço na programação de junho e entra em cena no dia 11 de junho (sábado). Com recurso à exploração dos seus aspetos sonoros e visuais, Frederico Dinis propõe um diálogo entre “território e caminhadas, sons e silêncios, lugares vazios e lugares ocupados, espaços digitais e espaços corpóreos”. À semelhança do espetáculo anterior, a entrada para “Um Aguçar dos Sentidos” é totalmente gratuita.

Já no dia 15 de junho (quarta-feira), é a vez da peça “Turma de 95” de Raquel Castro, inserida na 18ª edição do Festival Y da Quarta Parede. A encenadora revisita e questiona a sua adolescência e a dos seus colegas de turma, no ano de 1995, ao cruzar memórias do passado e a realidade do presente.

 

A agenda cultural do TMC para o mês de junho termina no dia 23, uma quinta-feira, com o bailado “La Bayadère”, uma viagem à Índia interpretada pelos alunos do Conservatório de Música da Covilhã, onde se conta o amor de um jovem guerreiro Solor e da bailadeira do templo, Nikiya.

 

Os bilhetes variam entre os sete e os seis euros, dependendo do espetáculo, com descontos para população sénior e jovem e podem ser adquiridos na bilheteira do Teatro Municipal da Covilhã de terça-feira a sábado, incluindo nos dias de espetáculo. 

 

 

 

De: Lara Cardoso 


  Redes Sociais   Facebook

2007—2022 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados