RCB/TuneIn
segunda, 26 set 2022
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
DESPORTO
FUTSAL: AD FUNDテグ EMPATA EM BRAGA
Rádio Cova da Beira
A equipa da Desportiva empatou esta tarde em Braga, em jogo da 24ツェ jornada da Liga Placard. Um empate arrancado a ferros, com o golo derradeiro a surgir a poucos segundos do fim. Com a derrota do Elテゥtrico, a equipa dテ。 um passo importante para garantir o terceiro lugar da fase regular.
Por Paulo Pinheiro em 30 de Apr de 2022

Disputou-se esta tarde, no Complexo Desportivo da Universidade do Minho em Gualtar, mais um encontro da AD Fundão para a Liga Placard, o antepenúltimo da fase regular da prova. A ADF procurava nesta partida dar um passo importante para garantir o terceiro lugar e o empate a quatro golos acaba por ajudar a isso mesmo, depois da derrota do adversário direto nessa luta, o Eléctrico.

Uma partida difícil na casa de um adversário em crescendo de forma nesta fase da época, orientada pelo covilhanense Joel Rocha, ainda por cima sem Thales que foi submetido a uma cirurgia nesta semana e que vinha sendo um dos grandes destaques da equipa nesta temporada. Um jogo em que a ADF começou desconcentrada e menos comprometida do que habituou nesta temporada e essa falta de concentração levou os fundanenses a sofrer dois golos muito cedo no jogo: no primeiro minuto por Tiago Brito que chapelou Luan de muito longe, que estava adiantado em jogada ofensiva, e depois logo no minuto seguinte por Rudi que aproveitou bem uma desatenção da defensiva fundanense. O Fundão não se encontrou neste começo e insistiu em demasia no 5x4 com Luan, conseguindo gerir a bola, mas tendo dificuldades em criar oportunidades de golo e aumentar a velocidade e imprevisibilidade ofesnsiva, o que levou a mais um golo bracarense por desatenção dos fundanenses, com Ricardo Lopes a aparecer a cabecear para o fundo das redes à entrada da área, aos 5 minutos de jogo. O Fundão foi então melhorando ao longo do primeiro tempo e foi forçando o adversário a acumular faltas, chegando às 5 faltas muito cedo no encontro, obrigando os homens da casa a gerir a agressividade. O Fundão aproveitou esse facto para ir crescendo no encontro e acabou por ficar a jogar com mais uma unidade perto do fim do primeiro tempo. com Vitor Hugo a ser expulso por duplo amarelo seguido devido a protestos e confrontações com a equipa de arbitragem. A Desportiva não aproveitou para reduzir com vantagem numérica, mas teve um final de primeira parte de genialidade. Primeiro forçou a sexta falta e Bebé marcou de livre de 10 metros e depois ainda no último minuto, o Fundão criou uma mão cheia de oportunidades perigosas, finalizando mais uma delas com sucesso, numa bela finalização de Iury Bahia de fora de área. Um final de primeira parte muito bom dos fundanenses, que nunca deixaram de acreditar no jogo e no resultado, pese embora o mau arranque no jogo. 

No segundo tempo, a ADF entrou completamente reconfigurada e muito motivada pelo que havia conseguido na reta final do primeiro tempo. Esteve muito perto de marcar logo no primeiro minuto por Nem, bem isolado por Mário Freitas, mas o remate saiu por cima da baliza bracarense, agora defendida pelo jovem Xot. Bahia esteve muito inconformado com o resultado e foi o elemento mais perigoso dos fundanenses com uma série de boas ocasiões e remates, mas sem sucesso. O Braga estava mais trancado atrás, a tentar manter a vantagem e ia criando mais perigo em transições rápidas quando o Fundão perdia a bola. Foi numa dessas transições e momentos ofensivos que o Braga aumentou a vantagem contra a corrente de jogo, com um lance fortuito, em que Tiago Correia vê um remate de Rudi bater em si, acabando a bola na baliza de Luan de forma não intencional, a 10 minutos do fim. Esse golo galvanizou ainda mais o Fundão, que começou aí a ser mais perigoso ainda na procura por um resultado mais feliz. E demorou pouco a reduzir... 3 minutos depois, Rui Moreira a responder muito bem a um lance de Nem e Luan que resolveram bem uma situação difícil a meio-campo, dando para Rui Moreira que  de primeira colocou a bola por debaixo do corpo de Xot. O Fundão entrou com tudo para a reta final do encontro e utilizou antes Mário Freitas como guarda-redes avançado, resultando de forma bem mais eficiente do que com a utilização de Luan. A equipa aumentou a velocidade da troca de bola, conseguiu gerar desequilíbrios na defesa dos homens da casa e foi criando várias oportunidades à boca da baliza. E acabou por ser feliz, mas de forma merecida, a poucos segundos do fim. Bebé fez o segundo golo na partida na sua conta pessoal e empatou o encontro mesmo em cima do apito final, para êxtase do conjunto fundanense.

A equipa de Nuno Couto e João Nuno Ribeiro chega às últimas duas jornadas com 44 pontos, mais 3 que o Eléctrico na terceira posição, quando falta apenas jogar diante de Viseu 2001 em casa e Benfica fora nesta fase regular. 

 

 

De: Fernando Teixeira 


  Redes Sociais   Facebook

2007—2022 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados