RCB/TuneIn
Domingo, 25 Out 2020
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
GREVE GERAL: SINDICATOS ESPERAM FORTE ADES?O
Na greve geral desta quarta-feira "joga-se o futuro e ? tanto mais importante que qualquer elei??o", refere a uni?o dos sindicatos de Castelo Branco. Para aquela estrutura sindical "quem na quarta-feira fizer greve est? a lutar por si, pelos seus filhos e netos e pelo pa?s e est? a dar for?a ao seu sindicato. Quem n?o fizer greve est? a ser conivente com os ataques aos trabalhadores".
Por Paulo Pinheiro em 23 de Nov de 2010

"A greve geral vai ser uma forte afirmação de dignidade pelos trabalhadores, pelos jovens e pelo país" defende a união dos sindicatos do distrito de Castelo Branco. Em nota à comunicação social, a USCB refere que fazer greve geral "é um dever de todos os trabalhadores que querem manter a dignidade, que não querem trair a classe a que pertencem e não quer ser responsáveis pelo descalabro do país e pela liquidação dos direitos sociais e laborais que a luta das gerações anteriores conquistou".

Recentemente reunida com o Bispo da diocese da Guarda, a união dos sindicatos diz existirem pontos de convergência quanto às causas e responsáveis pela situação que o país vive. De acordo com aquela estrutura sindical, o Bispo da Guarda considera a greve geral como "um momento de grande importância e reflexão, para a participação cívica e para a colocação dos problemas reais do país e da nossa região no centro do debate político".

E em vésperas da realização da greve geral, a USCB denuncia a destruição de faixas alusivas à greve nas cidades da Covilhã e Castelo Branco. Actos de vandalismo, que segundo a união dos sindicatos, mostram que a paralisação está a ganhar cada vez mais apoios. Não vão ser actos criminosos que vão impedir a realização de uma grande greve geral amanhã, garante a USCB.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2020 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados