RCB/TuneIn
Sábado, 11 Jul 2020
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POL�TICA
"INDICADORES MUITO POSITIVOS"
O coordenador da uni?o de sindicatos do distrito de Castelo Branco est? convicto que os trabalhadores do distrito v?o participar, de forma significativa, na greve geral agendada para o pr?ximo dia 24.
Por Nuno Miguel em 16 de Nov de 2010

Em conferência de imprensa, a pouco mais de uma semana da data da paralisação, o coordenador daquela estrutura sindical garante que "está a ser feito um trabalho de proximidade junto de todos os trabalhadores do distrito para explicar os motivos que presidiram à convocação desta greve e estamos a receber os indicadores muito positivos; sinal de que as populações estão descontentes e vão aderir a esta greve".

 


Há no entanto um aspecto que ainda preocupa Luís Garra; o funcionamento dos piquetes de greve que estão a ser delineados para o próximo dia 24. O coordenador da  união de sindicatos refere que " já foram solicitadas reuniões aos comandos distritais da PSP e da GNR para que todos os trabalhadores possam aderir à paralisação sem que as forças de segurança se transformem em agentes anti-greve".


Outra das preocupações diz respeito aos trabalhadores que se encontram ao serviço de empresas e da administração pública ao abrigo de programas ocupacionais. Luís Garra refere que "temos conhecimento de casos em que está a ser feira pressão para que esses trabalhadores não adiram à greve para depois se dizer que os serviços públicos estiveram a trabalhar e a adesão foi reduzida".


 

Apesar destas preocupações, Luís Garra está convicto que "as populações do distrito vão saber dar uma resposta às políticas de ataque aos trabalhadores que o governo está a desencadear". Para 24 de Novembro, a união de sindicatos não tem prevista a realização de nenhuma acção pública mas vai contribuir para a dinamização de actividades que os trabalhadores venham a realizar.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2020 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados