RCB/TuneIn
Terça, 18 Jan 2022
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
CASA DO BARQUEIRO ABRE PORTAS NO VERÃO
Rádio Cova da Beira
Se tudo correr como previsto, a Casa da Barqueiro, em Janeiro de Cima, abre portas no próximo verão. A Casa do Barqueiro, que vai nascer a partir da recuperação do antigo salão paroquial daquela aldeia do xisto, será a 13ª da rede de Casas do Saber e do Sentir do concelho do Fundão.
Por Paula Brito em 06 de Dec de 2021

O projeto foi apresentado no passado sábado à população e, além de uma barca em tamanho real num salão para utilização comunitária, terá uma instalação sonora e espaços expositivos que preservam o património oral e a história da barca e do rio. 

 

“A casa do barqueiro tem a ver com uma iconografia ligada ao rio Zêzere. Um elemento patrimonial muito relevante que fortalece a nossa rede de casas temáticas tendo aqui, na aldeia do xisto, um programa que nos dá mais força para reforçar o turismo natureza e cultural nas nossas aldeias mais recônditas do pinhal interior.” 

 

Segundo o presidente da Câmara do Fundão, Paulo Fernandes, a Casa do barqueiro é um investimento de cerca de 200 mil euros, entre a obra física e o equipamento.  Para o presidente da junta de freguesia de Janeiro de Cima, Mário Dias, trata-se de um obra importante para a aldeia, por dois motivos. 

 

“O primeiro, tem a ver com o estado de degradação em que o edifício se encontrava, e por isso estava sem utilização desde algum tempo. O segundo, tem a ver com a importância da nossa ligação ao rio, este espaço será, não só, uma homenagem ao barqueiro e à barca, mas também às ligações dos povoados próximos do Zêzere com o próprio rio.” 


Janeiro de Cima passa assim a ter duas casas da rede de Casas do Saber e do Sentir, à Casa das Tecedeiras junta-se, no próximo verão, a Casa do Barqueiro. 


  Redes Sociais   Facebook

2007—2022 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados