RCB/TuneIn
Terça, 19 Out 2021
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
DESPORTO
SCC: “NÃO VAMOS, PARA JÁ, MUDAR DE TREINADOR”
Rádio Cova da Beira
O presidente da direção do Sporting Clube da Covilhã, José Mendes, abordou, na Assembleia Geral de segunda-feira, a fase negativa porque está a passar o plantel principal neste momento. Para já, rejeita saídas e acredita na equipa que o plantel e o treinador podem dar. Deixou ainda recados para o município e para a forma como é por vezes inferiorizado ou discriminado negativamente.
Por Paulo Pinheiro em 13 de Oct de 2021

O único problema financeiro que José Mendes apontou foi mesmo aquele que já havia sido identificado antes: os Silos Auto. O estacionamento é neste momento gratuito e assim será até dezembro de 2021 por decisão do município e, embora o clube esteja a receber 2.500 euros mensais para as despesas-correntes do espaço, é uma diminuição enorme nos rendimentos que o clube conseguia anualmente por aquele espaço. As moratórias vão terminar e o clube vai retomar o pagamento do leasing, que agora se vai prolongar até 2030 e não 2028 como seria sem este estender do pagamento.

José Mendes anunciou ainda um protocolo de acordo com o município para que, quando existir luz verde do Tribunal de Contas, a Câmara Municipal apoie o pagamento desse mesmo leasing. “Trata-se de um valor de 50 mil euros anual que irá permitir o pagamento do leasing nos próximos dez anos”, destacou.

 

Relativamente às obras da academia, em que já foi realizada a terraplanagem para instalar os sintéticos, José Mendes revelou pequenas alterações ao projeto inicial e vários constrangimentos vindos de terceiros, com que o clube se tem deparado, principalmente várias queixas que têm surgido contra as intervenções realizadas no terreno. Existe urgência em ter a academia operacional, já que, José Mendes queixa-se de problemas na utilização do Complexo, em que várias equipas dos serranos têm sido obrigadas a jogar no terreno pelado para outro clube usufruir do relvado.

José Mendes considera que o clube e a sua importância têm sido menorizados em certas situações e deixa críticas a essa forma de ver o clube e o seu papel na cidade e na região O presidente da direção teve ainda oportunidade de analisar o arranque da temporada para os serranos, tendo começado por demonstrar tristeza pelos poucos adeptos nas bancadas "é uma tristeza ver meia dúzia de pessoas no estádio, enquanto noutras cidades os campos estão cheios. As coisas estão desta maneira”, disse

 

Sobre o bom começo e a fase difícil que a equipa atravessa neste momento, José Mendes acredita que o grupo ainda pode dar a volta por cima e recusa despedir Wender Said, pelo menos para já, e pede o apoio dos adeptos nas bancadas.

“É bom que apoiemos a equipa, pelo menos nos jogos, e não andem sempre a dizer mal. É o plantel que temos, não vamos mandar nenhum jogador embora; não vamos, para já, mandar embora o treinador é preciso dar-lhes confiança para fazerem. Estamos cá para tentar melhorar todos anos”, referiu o presidente da direcção do SCC.

Para a próxima temporada, José Mendes mantém o que vinha referido em anos anteriores: em época de centenário gostava de realizar uma aposta forte para subir de divisão se não o conseguir esta temporada. Destaque ainda para os dados positivos do regresso à formação do clube, que passou de 150 jovens antes da pandemia para 200 jovens inscritos atualmente.

A assembleia geral serviu para aprovar as contas do clube da época 2020/2021 e decidir da aplicação dos resultados obtidos, sendo que estas foram positivas e aprovadas por unanimidades.

 

 

De: Fernando Teixeira 


  Redes Sociais   Facebook

2007—2021 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados