RCB/TuneIn
Domingo, 28 Nov 2021
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
CULTURA
"AS AVES NÃO TÊM CÉU" VENCE PRÉMIO CIRANDA 2021
Rádio Cova da Beira
No passado dia 27 de setembro, a editora local Alma Azul anunciou o vencedor do Prémio Ciranda 2021, que foi entregue a Ricardo Fonseca Mota, pelo seu livro “As Aves Não Têm Céu”, editado no ano passado, pela Porto Editora. O local e a data de entrega do prémio serão posteriormente anunciados.
Por Paulo Pinheiro em 02 de Oct de 2021

Ricardo Fonseca Mota é natural de Sintra, onde nasceu em 1987, tendo depois crescido em Tábua e tirado a licenciatura em Psicologia em Coimbra. É um autor que começou a dar nas vistas em 2015 quando,  com o seu primeiro romance “Fredo”, venceu o Prémio Literário Revelação Agustina Bessa-Luís em 2015. Livro este que foi somando reconhecimentos e que está traduzido e publicado na Bulgária. Este "As Aves Não Têm Céu" é o seu segundo romance e tem como temas "a culpa e as trevas dos que perderam a esperança", e que pretende "dar voz às sombras que se escondem nos recantos mais obscuros da alma humana” .

Este prémio da Alma Azul é simbólico e consiste numa oferta de produtos ancestrais da terra, nomeadamente azeite, vinho, pão e mel, numa analogia com a escrita já que foram sido apurados ao longo dos séculos tal e qual como esta, procurando destacar-se o trabalho artístico de excelência. Este prémio já foi entregue a autores como Jaime Rocha, Rui Zink, Dulce Maria Cardoso, Teolinda Gersão, Rui Nunes, Pedro Eiras, Paulo José Miranda, Manuel da Silva Ramos e Nuno Moura.

 

 

 

c / Fernando Texeira


  Redes Sociais   Facebook

2007—2021 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados