RCB/TuneIn
Sábado, 06 Jun 2020
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POL�TICA
EMPR?STIMO APROVADO
A assembleia municipal da Covilh? ratificou por maioria, com os votos contra da CDU e Bloco de Esquerda, a proposta do executivo para a contrac??o de um financiamento banc?rio na ordem dos 2 milh?es e 600 mil euros para liquidar as d?vidas aos fornecedores.
Por César Duarte Ferreira & Nuno Miguel em 25 de Apr de 2008
É uma medida tomada pela câmara municipal da Covilhã, através do programa “pagara a tempo e horas” lançado pelo governo. Uma proposta que mereceu o voto contra de eleito pelo bloco de esquerda. José Serra dos Reis considera que este pedido não está fundamentado e queixa-se da entrega tardia dos documentos: “ Embora reconheça a conveniência da câmara pagar a tempo e horas aos seus fornecedores, neste ponto como outros temos que reconhecer que este assunto baixou ao órgão de uma forma apressada e atabalhoada com a informação apenas nos chegou dois dias antes desta reunião.” Também a bancada da CDU mostra a sua discordância em relação à contracção deste empréstimo. Para Vítor Reis esta medida não vai diminuir o valor global da dívida da autarquia: “Paga-se aos fornecedores mas ficamos com a dívida. Mas o mais interessante nesta proposta é que há o reconhecimento da dívida por parte da Câmara.” Apesar de continuar a mostrar a sua preocupação com a situação financeira da autarquia, a bancada do PS deu o seu voto favorável a esta proposta. Para Hélder Morais este empréstimo é virtuoso, porque permite o pagamento atempado a muitas unidades que atravessam dificuldades de tesouraria.” Para Bernardino Gata, líder da bancada do PSD esta proposta do governo “Só nos dá o que nos foi tirado” Luís Barreiros rejeitou as críticas do Bloco de esquerda e da CDU. O vereador na autarquia covilhanense garante que os documentos foram entregues dentro dos prazos e refere que este empréstimo não vai aumentar o valor da dívida. O autarca sublinhou ainda que “vejo o PS muito mais satisfeito com esta medida do que a própria câmara.” Uma assembleia municipal que começou com um minuto de silêncio de pesar pelo falecimento de Augusto Lopes Teixeira. Nesta sessão foram aprovados também por maioria, a conta de gerência e relatório de actividades relativo ao ano de 2007.

  Redes Sociais   Facebook

2007—2020 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados