RCB/TuneIn
Terça, 11 Dez 2018
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
CINTA INOVADORA DESENVOLVIDA PELA UBI
Investigadores da Universidade da Beira Interior (UBI) estão a desenvolver um protótipo de uma cinta para grávidas, que regista os movimentos do feto. Uma parceria entre a instituição do ensino superior e o serviço de obstetrícia do hospital Pêro da Covilhã que envolve também empresas de electrónica e aplicação específicas instaladas no Taguspark, em Oeiras.
Por César Duarte Ferreira em 18 de Apr de 2008
“ O tecido da cinta vai integrar circuitos electr√≥nicos que registam diversos dado, como as movimenta√ß√Ķes do feto, batimentos card√≠acos e pode ligar um alarme se houver algo de errado”, explicou √† ag√™ncia Lusa S√©rgio Lebres um dos docentes envolvidos no projecto. Estes dados v√£o ficar gravados num cart√£o de mem√≥ria que permite que esses dados sejam descarregados e enviados a um m√©dico. Podem tamb√©m ser acedidos, uma vez que a cinta vai dispor de conectividade Bluetooth para integra√ß√£o em redes. A cinta surge como uma solu√ß√£o de rasteio na fase pr√©-natal “que permite ao mesmo tempo que m√£e fa√ßa as actividades normais.” S√©rgio Lebres refere que o produto “vai ser especialmente √ļtil no final da gravidez, em que √© obrigat√≥ria a realiza√ß√£o de exames semanais, embora se saiba que isso nem sempre acontece, especialmente nas zonas do interior do pa√≠s.” Este produto √© o mais emblem√°tico entre o vestu√°rio inteligente desenvolvido por quatro investigadores de diferentes departamentos da Universidade da Beira Interior.

  Redes Sociais   Facebook

2007—2018 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados