RCB/TuneIn
Quarta, 18 Set 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
DESPORTO
MANUEL RIBEIRO QUEBRA O SIL?NCIO
Um dos demission?rios da associa??o de futebol de Castelo Branco, falou pela primeira vez da sua sa?da do organismo. O antigo vogal da direc??o, garante que n?o foi apenas o cansa?o que o levou a sair do organismo, mas diverg?ncias com alguns directores da AFCB.
Por César Duarte Ferreira em 17 de Apr de 2008
O episódio decisivo para a demissão de Manuel Ribeiro, foi um desentendimento com o secretário adjunto da direcção, José Goulão: “Eu soube que no gabinete técnico já corria a ideia que o jantar que eu ia oferecer aos atletas que representaram a associação no torneio de sub 20 ia ser anulado, eu liguei ao Filipe a dizer para cancelarem todo. Depois recebi um telefonema, do secretário adjunto da direcção, a perguntar-me que poderes tinha eu na direcção para fazer aquilo. Pedi uma reunião com esse senhor, onde lhe expliquei o porquê da minha atitude e os meus poderes na AFCB. Mas a partir daí, ainda me pediram para ficar mas eu disse logo que saía.” Manuel Ribeiro, garante que o ambiente no seio da AFCB nunca foi muito bom pois “desde a segunda reunião que percebi que aquilo não ia dar boa coisa” O antigo dirigente defende que as eleições “devem ser já no fim de Junho para não atrapalharem a planificação da próxima época.”Um assunto sobre o qual a mesa da assembleia geral da associação de futebol de Castelo Branco se pronunciou em comunicado, datado do dia 15 de Abril. O presidente do órgão, Luís Correia confirmou que aceitou as demissões de João Manuel Petrucci, Manuel Ribeiro, Carlos Almeida, Rui Quelhas, José Goulão e Jorge Martins.Com estas renúncias, garante o comunicado, a direcção da AFCB perdeu o quórum, e são extintos os mandatos dos restantes elementos.Devido a este facto, vai ser marcada uma Assembleia Geral, destinada ao preenchimento deste órgão (direcção), num prazo máximo de 30 dias.    

  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados