RCB/TuneIn
domingo, 25 set 2022
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POL�TICA
CDU PRESTA CONTAS
Rádio Cova da Beira
Satisfeitos com o trabalho, insatisfeitos com os resultados. Numa frase, é este o balanço que os eleitos da CDU na assembleia municipal do Fundão fazem do mandato que está a terminar. Ontem, no final da tarde, durante uma conferencia de imprensa de prestação de contas, a CDU deu nota positiva ao trabalho, mas não aos resultados.
Por Paula Brito Batista em 18 de May de 2021

“É um balanço positivo do trabalho, mas não tão positivo nos resultados, há coisas que nós não conseguimos resolver, não conseguimos mudar, e isso entristece-nos, portanto, nós estamos satisfeitos com o trabalho, mas estamos insatisfeitos com os resultados”.

 

Segundo Catarina Gavinhos, mesmo sem deputados eleitos na Assembleia da República, pelo círculo eleitoral do distrito de Castelo Branco, durante este mandato autárquico foram várias as deslocações ao Fundão de deputados eleitos pelo PCP e pelo PEV, e as perguntas formuladas ao governo, sobretudo a propósito de temas relacionados com a saúde e o ambiente.

 

Duas das sete áreas em que a CDU dividiu a sua prestação de contas. No capítulo do ambiente, Luís Lourenço recordou várias questões levantadas pela CDU ao longo do mandato.

 

“Denunciou a situação calamitosa da recolha do lixo que, infelizmente, continua. Trouxe à assembleia municipal a situação do saneamento dos Enxames, que não existe. Criticou a decisão da localização e da dimensão da central de biomassa e fez o acompanhamento de todas as medidas de menorização dos impactos negativos desta opção, colocou a preocupação com as opções de apoio à cultura intensiva do amendoal, pelos impactos negativos que pode ter em várias dimensões.”

 

A saúde foi outra das temáticas que mais preocupou os deputados da nação e do município do Fundão.

 

“Denunciou os prejuízos, para os utentes, da passagem da consulta aberta do hospital para o centro de saúde, propôs a criação de uma comissão municipal de acompanhamento da saúde, aprovada por unanimidade, e sempre alertou para a necessidade do seu funcionamento regular, porque a sua atividade foi muito limitada e os resultados muito reduzidos, exigiu a clarificação da regularização da titularidade da propriedade dos terrenos em que o hospital está edificado.”

 

Para além da saúde e do ambiente, os transportes e a mobilidade, a habitação e o urbanismo, o desenvolvimento socio económico e a gestão de finanças e a privatização dos serviços, foram outras das áreas onde a CDU interveio denunciando, exigindo, criticando e apresentando propostas.

 

Luís Lourenço faz uma autoavaliação global do trabalho dos eleitos da CDU no Fundão.

 

“Nós consideramos que a CDU foi a voz alternativa à da maioria, não havendo reunião ou assunto que não contasse com o seu contributo, sempre defensores do bem público, da transparência, valorizaram o debate respeitando todos os restantes eleitos desvalorizando o acessório, o confronto e o ajuste de contas. É justo afirmar que a CDU se ergueu por uma inversão de prioridades na gestão e organização autárquicas.”


  Redes Sociais   Facebook

2007—2022 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados