RCB/TuneIn
Quarta, 11 Dez 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
SOCIEDADE
AUTARCAS PREOCUPADOS
A taxa de execu??o dos projectos apoiados atrav?s da "Comurbeiras" deveria rondar os 70 por cento no final deste ano mas at? ? data os n?meros n?o ultrapassam os 15 por cento
Por Nuno Miguel em 21 de Sep de 2010

Na base desta situação, diz o vice presidente da comunidade, estão vários factores "um deles  diz respeito aos atrasos na disponibilização do financiamento por parte da CCDR para a concretização de projectos já aprovados por fundos comunitários; em muitos casos o que assistimos é que os projectos não avançam porque as verbas não são desbloqueadas".

Amândio Melo acrescenta que outra das dificuldades diz respeito ao acesso ao crédito bancário "os regulamentos são muito rigidos e alguns municípios já tem dificuldade em obter financiamento e por isso o balanço das taxas de execução é muito inferior ao que esperávamos".

Na última reunião da "Comurbeiras", que decorreu no Fundão, os autarcas decidiram enviar uma carta para a comissão de coordenação e desenvolvimento da região centro onde solicitam o desbloqueamento das verbas em atraso e ainda uma maior agilização dos regulamentos para que possam avançar um conjunto de projectos nos municípios que integram este organismo". 


  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados