RCB/TuneIn
Quinta, 28 Out 2021
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
DESPORTO
SPORTING DA COVILH? EST? FORA DA TA?A (ACT.)
No segundo confronto seguido com o Estoril Praia, desta feita para a 2? eliminat?ria da Ta?a de Portugal, o Sporting da Covilha, voltou a perder e fica fora da segunda mais importante prova nacional. O Estoril venceu por 2-0.
Por José Joaquim Ribeiro & Miguel Malaca em 19 de Sep de 2010

Num jogo que contou com algumas alterações, relativamente ao jogo de há oito dias atrás, o Sporting voltou a não estar bem nesta partida da taça. A primeira parte terminou sem golos e em rigor nem uma nem outra equipa criaram oportunidades para o poder fazer. Na segunda parte a equipa da casa marcou aos 54', por Jeferson, na sequência de um livre que Olegário Benquerença devia ter assinalado ao contrário, depois de um toque de Luciano Bébe. O remate saiu forte e sem hipóteses para Igor Araújo.

Este golo deixou a equipa covilhanense de tal modo perturbada que permitiu que quatro minutos depois Clodoaldo corresse todo o meio campo serrano para depois colocar atrasado para Da Cunha fazer o segundo golo da Tarde.

João Pinto tentou mexer com o jogo e duma assentada fez três alterações, saidas de Ivo Pinto, Abdoulaye e Bruno Severino, para a entrada de Dani, Rincon e Vohou, embora as movimentações da equipa passassem a ser mais direccionadas à baliza contrária em termos objectivos pouca coisa se alterou. 

O Estoril voltou a merecer vencer o encontro e o Sporting da Covilhã ficou arredado da Taça de Portugal. Das três provas resta o campeonato onde o Sporting tem como principal objectivo garantir o mais rapidamente possível a manutenção. Na nossa opinião vai ter que conseguir esse objectivo nos jogos que tem que realizar em casa, como é o caso do próximo jogo com o Freamunde, marcado para as 16 horas de domingo, no complexo desportivo da Covilhã. 

Sertanense passa a ser o único clube do distrito na Taça de Portugal.

No jogo deste domingo o Sertanense esteve a vencer por 2-0, com golos de Toni aos 40 e 70’, mas depois deixou que o Sarzedelo marcasse aos 79, por David e consentiu o empate cinco minutos depois dos 90, por Bruno Sousa ( o árbitro só tinha dado 4 minutos de compensações ). O recurso ao prolongamento nada alterou e foi só através da marca de grandes penalidades que o Sertanense conseguiu manter-se em prova, convertendo 4 contra 2 do Serzedelo.

  Redes Sociais   Facebook

2007—2021 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados