RCB/TuneIn
Terça, 26 Out 2021
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
POL�TICA
PS DO FUNDÃO DEVOLVE AO PSD PEDIDO DE DESCULPAS
Rádio Cova da Beira
Na polémica à volta das comemorações do 25 de Abril, no Fundão, o PS devolve aos social democratas “o comunicado infeliz”, e recomenda que peça desculpas aos eleitos de todas as forças políticas nos órgãos autárquicos e aos fundanenses”.
Por Paulo Pinheiro em 28 de Apr de 2021

O secretariado do PS do Fundão refere que os social democratas evidenciam, uma vez mais, desnorte e desorientação, procurando, através de uma “lógica trauliteira e de fuga para a frente, branquear uma atitude de falta de ética democrática, de desrespeito pelas normas da DGS e de desconsideração dos eleitos do PS, num dia que devia ser de congregação de todos nas comemorações do 47º aniversário do 25 de Abril”.

Face à pandemia, o PS fundanense afirma que tem tido conduta exemplar na realização de iniciativas políticas, procurando proteger a população.

“Ao contrário o PSD que parece cada vez mais falar a duas vozes, na Câmara e no partido, e agora também na Presidência e na mesa da Assembleia Municipal. Uma trapalhada política em que ninguém se entende e não se respeitam os compromissos”.

Em comunicado denominado “As Trapalhadas do PSD”, os socialistas reafirmam que a comissão permanente da Assembleia Municipal do Fundão ”deliberou por unanimidade adaptar” as “comemorações do 25 de abril”, ficando definido transmitir “o toque do hino nacional e içar da bandeira” e os discursos dos representantes parlamentares e dos presidentes da AM e da CMF “nas plataformas (…) indicadas”, para que todos os interessados pudessem assistir.

 

Os socialistas detalham que no passado dia 21 abril, a mesa da AMF endereçou a deliberação exposta por correio eletrónico a todos os membros do Executivo e da Assembleia Municipal.

“Saudamos o facto de a ampla maioria dos deputados municipais e os vereadores do PS terem cumprido a deliberação, privilegiando o respeito pelas normas de saúde vigentes em detrimento do protagonismo proporcionado pelo momento”, frisa.

Para o Partido Socialista, o PSD, com o seu comunicado, validou o comportamento dos seus vereadores, o qual transmitiu uma mensagem errada para a sociedade: as regras, sejam de saúde pública ou de protocolo, são feitas para não se cumprir.

O PS agradece ainda ao grupo dos ex-autarcas de freguesia o reconhecimento prestado a Sampaio Lopes, “ilustre militante socialista”, pela sua obra como autarca do município do Fundão.

“Deixou-nos, como legado, uma postura singular, de diálogo sincero e objetivo com as freguesias e as nossas gentes, assim como ciclos de forte liderança resultado de desenvolvimento e progresso em prol de concelho moderno, como foi muito bem exposto na intervenção do representante do grupo dos ex-autarcas, às quais publicamente nos associamos”, acentua.

O secretariado dos socialistas refere que os vereadores Joana Bento e Sérgio Mendes não marcaram presença neste evento, ocorrido imediatamente a seguir às comemorações do 25 de abril, pelas razões de saúde pública e que, curiosamente, têm impedido a realização presencial das reuniões de executivo onde apenas se exige a presença dos sete vereadores eleitos e se discute o futuro do concelho.


  Redes Sociais   Facebook

2007—2021 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados