RCB/TuneIn
Segunda, 16 Set 2019
PUB
UBI
CIMD Cabecalho
DESPORTO
DISTRITAL DECIDE-SE NA ?LTIMA JORNADA
A pen?ltima jornada do campeonato distrital da Associa??o de Futebol de Castelo Branco ditou que s? na ?ltima jornada se vai encontrar o campe?o. O Fund?o tem vantagem de dois pontos sobre os dois concorrentes directos, Atalaia do Campo e Alcains, mas joga fora, em Vila de Rei, enquanto que a Atalaia vai receber o Vit?ria de Sernache e o Alcains desloca-se a casa do ?ltimo classificado, a Lardosa. As emo??es v?o manter-se at? ao final.
Por José Joaquim Ribeiro em 13 de Apr de 2008

Os três candidatos à conquista do título tinham tarefas bem diversas, com Fundão e Alcains a jogarem em casa e a Atalaia jogava fora, em casa de uma das mais poderosas equipas deste campeonato, o Águias do Moradal. Pela tarefa que se adivinhava aos três, é fácil reconhecer que o jogo mais importante da jornada jogava-se no Estreito. A Atalaia perdendo ficada praticamente arredada do titulo, dai que, quem se deslocou ao campo do Ventoso, pôde  assistir a uma partida cheia de emoções desde o seu inicio até ao apito final do árbitro do encontro. O marcador só funcionou aos 73 minutos e para a equipa da casa. Foi David que deu o melhor seguimento a uma jogada ofensiva dos comandados de António Belo, mas, como a Atalaia tem realmente uma senhora equipa e têm, sobretudo, uma atitude de grande dignidade, lutou até ao fim e, por consequência dessa sua disposição veio a conquistar o golo que lhe deu o empate, apontado por Gelson, aos 90+9’. Este resultado mantém a equipa de Paulo Serra na luta pela conquista do titulo.

 

Outro dos jogos que se esperava  equilibrado acabou por ser resultar numa golada à moda antiga. O Alcains, redimindo-se dois últimos jogos, em que não esteve feliz na finalização, brindou o Oleiros por 8-2. Os primeiros minutos da partida não indiciavam o que depois acabou por acontecer. O Oleiros, logo no primeiro minuto adiantou-se no marcador, por intermédio de Lúdvico, consentido o empate no minuto imediatamente a seguir, por Ricardo Costa. Este golo deu tranquilidade aos comandados de Nuno Fonseca de tal modo que aos 19’ já estava em vantagem no marcador, com um golo de Diégo. Ainda na primeira parte o Oleiros beneficiou de uma grande penalidade que Zé Luís converteu no empate a dois, mas, também de pénalti, convertido por Manoel, o Alcains acabaria por fazer o 3-2 com que se chegou ao intervalo. Estava a ser um jogo intenso, com o resultado a sofrer constantes alterações. Na segunda parte tudo foi diferente. O Alcains foi dono e senhor do jogo, marcando mais cinco golos e deixando alguns mais por concretizar. Quinzinho fez o 4-2, Ricardo Costa apontou o seu segundo tento e o quinto da sua equipa, Diégo fez o mesmo que o seu companheiro, facturando o sexto e Manoel, que não quis ficar atrás finalizou com êxito o sétimo. Para fechar a conta valeu o tento de Tabarra.

 

No Municipal do Fundão a ADF cumpriu o que os seus adeptos desejavam, mas não rubricou uma grande exibição. O adversário era difícil e tratava-se de um dérbi, carregado de emoções devido à possibilidade dos Fundanenses poderem ficar, isolados na tabela classificativa, como acabou por se verificar. Os fundanenses até entraram muito bem no jogo, marcando logo aos 2’, por intermédio de Ricardo Fonseca, no entanto deixaram para o Valverde as despesas do controlo da partida. O golo da tranquilidade, apontado pelo ex-valverdense, Pedro Costa, aconteceu aos 37’ e arrumava praticamente as questões relacionadas com a conquista dos três pontos. Apesar de estar a perder por 2-0 a equipa de Micas nunca deixou de criar problemas aos fundanenses e jamais baixou os braços.

 

Nos outros encontros a lógica acabou por funcionar. O Vitória de Sernache venceu  no seu estádio a Póvoa de Rio de Moinhos por 2-0, com golos de Dário e Fernando Miguel, este na conversão de uma grande penalidade,  mantendo, por via disso a quarta posição na tabela classificativa.

 

Em Proença-a-Nova a equipa da casa esteve a perder com o Vilarregense para além do tempo regulamentar e foi já em período de descontos que conseguiu, com dois golos em dois minutos, que conseguiu a conquista dos três pontos.

 

Em Pedrogão a equipa de Paulo Macedo, o Escalos de Cima foi quem abriu o activo na partida, por intermédio de Beirão e foi através de uma grande penalidade, apontada por Velho, que o Pedrogão chegou à igualdade. Pelo meio ainda houve tempo para que Capinha desperdiçasse um castigo máximo, que podia ter dado outro rumo à partida.

 

No Teixoso, a equipa da casa cumpriu o que se previa, embora não tivesse sido fácil. Venceu o último classificado por 1-0.

 

Perante os resultados desta penúltima jornada alguns cenários podem ser feitos para podermos antever o campeão.

Naturalmente, se a ADF vencer em Vila de Rei, a equipa fundanense não deixa rigorosamente nada para os seus adversários directos, todavia, se a equipa do Fundão empatar e se a Atalaia e Alcains vencerem os seus jogos com Vitória de Sernache e Lardosa, respectivamente, o campeão será a Atalaia do Campo. Se os fundanenses empatarem, a Atalaia empatar e Alcains vencer por mais de oito golos, o campeão será o Alcains. Enfim, os cenários podem ser vários, no entanto estes são os mais lógicos. O melhor é mesmo esperarmos pela última jornada do campeonato e que, sem problemas arbitrais ou outros, vença o melhor.

    

  Redes Sociais   Facebook

2007—2019 © Rádio Cova da Beira

Todos os direitos reservados